segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Sobe para 211 o número de vítimas de naufrágio em Lampedusa, na Itália Equipe de mergulhadores encontrou 17 corpos nesta segunda-feira (7). Embarcação clandestina havia zarpado da Líbia e afundou após incêndio.

Soldados italianos carregam corpos de vítimas do naufrágio neste domingo (6) em Lampedusa (Foto: Reuters) Uma equipe de mergulhadores encontrou mais 17 corpos de imigrantes que viajavam no barco naufragado na quinta-feira (3) perto da ilha siciliana de Lampedusa, elevando para 211 o número de cadáveres já recuperados, indicaram fontes oficiais italianas, informou a agência de notícias France Presse. A operação de recuperação dos corpos havia sido suspensa por dois dias devido ao mau tempo, mas foi no domingo. Apenas no domingo, 83 corpos foram encontrados. A embarcação clandestina havia zarpado da Líbia e afundou na quinta após um incêndio acidental. As autoridades temem um balanço final de entre 300 e 360 mortos. No total, 155 pessoas foram resgatadas com vida. migração em debate Antes de viajar a Lampedusa, a ministra italiana da Integração, a italiano-congolesa Cecile Kyenge, pediu em uma entrevista ao jornal "Corriere della Sera" que não aconteçam mais tragédias como esta e afirmou que são necessárias políticas de prevenção. Kyenge defendeu políticas de imigração menos rígidas e anunciou que triplicará o número de vagas nos centros italianos para imigrantes, "de 8.000 a 24.000". O centro de recepção de Lampedusa está saturado, com apenas 250 vagas para mil pessoas, em um ano no qual 30.000 imigrantes chegaram à Itália. Roma incluiu o tema imigração na reunião do conselho de ministros do Interior da UE na terça-feira em Luxemburgo FONTE;G1.COM

Postar um comentário