quarta-feira, 27 de novembro de 2013

AMAZONAS: 26/11/2013 18h54 - Atualizado em 26/11/2013 18h54 Operação no AM apreende R$ 500 mil em produtos supostamente ilegais Videogames, jogos e celulares estavam sem comprovação de origem. Lojistas notificados deverão apresentar notas fiscais em prazo de 24h.

Dez lojas de eletrônicos de Manaus foram fiscalizadas, nesta terça-feira (26), pela Receita Federal, sob suspeita de importação ilegal de produtos. Durante a operação, denominada 'Jogo Limpo', lojas do Centro da cidade, do Manauara Shopping (Zona Centro-Sul) e do Studio 5 (Zona Sul) tiveram mercadorias apreendidas devido à não comprovação da origem dos produtos. Ao todo, 96 caixas, contendo videogames, jogos eletrônicos e aparelhos de celular foram embargados pela Receita. Lojistas deverão apresentar notas fiscais no prazo de 24h. A ação foi realizada pelo Núcleo de Repressão e da Alfândega do Porto de Manaus. Além de origem não identificada das mercadorias, as lojas foram confiscadas sob suspeita de irregularidade tributária na venda de produtos importados, bem como da prática de atividades de pirataria. As apreensões somaram cerca de R$ 500 mil, segundo a Receita Federal. Em nota, a assessoria do Manauara Shopping informou que não compactua com qualquer comercialização de produtos falsificados ou que violem os direitos autorais. O shopping ressaltou ainda que orienta frequentemente seus lojistas sobre a imprescindibilidade do cumprimento da lei, inclusive em relação à obrigatoriedade da emissão de nota fiscal. O Studio 5 informou ao G1 que a loja que teve produtos apreendidos apresentará a documentação necessária à Receita Federal até a quarta-feira (27). As mercadorias apreendidas serão encaminhadas para o Depósito da Receita Federal em Manaus. O balanço final da quantidade dos produtos ainda não foi finalizado. Os lojistas deverão apresentar as notas fiscais até quarta-feira (27). Caso o prazo seja ultrapassado, os produtos poderão ser leiloados, doados a órgãos públicos ou até destruídos.
FONTE:G1.COM/AMAZONAS

Postar um comentário