terça-feira, 26 de novembro de 2013

Câmeras captam Júlio Baptista dizendo para Cris 'fazer logo outro gol' em derrota do Cruzeiro para o Vasco

Após o jogo, meia explicou que estava tendo uma discussão com o zagueiro, mas dirigentes de outras equipes ameaçadas pelo rebaixamento se revoltaram O meia Júlio Baptista causou polêmica no Maracanã nesta noite de sábado, mas não foi por conta do seu futebol. Uma curta frase dita duas vezes ao zagueiro Cris, do Vasco, e captada pelas câmeras de Tv está repercutindo nas redes sociais e até mesmo entre dirigentes de outros clubes. Durante a vitória por 2 a 1 do Vasco sobre o Cruzeiro, quando o placar ainda anotava 2 a 0 para o Cruzmaltino, Júlio vira para Cris e diz: "Faz logo outro gol." Após o jogo, Júlio Baptista foi questionado pelos repórteres sobre o teor da conversa e explicou. "A gente estava discutindo e ele falou para amaciar, "Vai, amacia, pô!'. Falei: 'Vai lá e faz o terceiro'. Coisas do jogo, que acontecem. Poderiam pegar a frase inteira, pegaram só o momento que falei 'faz o terceiro'. É normal, as pessoas podem interpretar de qualquer forma que a gente está tentando amaciar, mas sem nenhum momento isso aconteceu, tanto que tentamos fazer o segundo. O primeiro foi feito, o segundo não conseguimos e infelizmente acabamos perdendo o jogo," disse o meia. O técnico do Vasco, Adilson Batista, também falou sobre o caso, e disse que achar que tenha sido algum tipo de ironia por parte do cruzeirense. "Acho que, naquele momento em que o Júlio entrou, o Edmilson teve duas situações de gol. Thalles, Pedro e Robinho também quase marcaram. Acho que foi mais pelo lado de 'vocês não querem fazer o terceiro?'. Nosso time estava prestes a fazer o terceiro e liquidar. O Cruzeiro já está pensando em 2014, mas é evidente que dificultou e valorizou nossa vitória. Não vamos tirar o mérito do Vasco, que jogou bem," afirmou. Segundo o jornalista Martín Fernandez, do blog Bastidores F.C., a frase de Júlio despertou a ira de dirigentes da Portuguesa, Criciúma, Bahia, Fluminense e Coritiba, que também estão envolvidos na briga para escapar do rebaixamento. De acordo com Fernnadez, as diretorias já estudam medidas legais a serem tomadas contra o Vasco e o Cruzeiro junto a CBF. fonte:internet

Postar um comentário