domingo, 24 de novembro de 2013

Vereador do ES com salário de R$ 6 mil tem o Bolsa Família suspenso Irregularidade foi identificada pelo Ministério do Desenvolvimento Social A partir deste caso, prefeitura diz que identificou 100 famílias irregulares.

Mais de 100 famílias tiveram o recebimento do Bolsa Família suspenso por serem beneficiadas irregularmente em Itapemirim, na região Sul do Espírito Santo, de acordo com a prefeitura. Entre elas está a do vereador Fabio dos Santos Pereira (PTB-ES), eleito em 2012. Ele recebe cerca de R$ 6 mil mensais de salário e, mesmo assim, sua esposa continuava sendo beneficiada com R$ 182 do programa social do governo federal, segundo a prefeitura. Procurado, o vereador preferiu não se pronunciar sobre o assunto e disse apenas que a esposa não tem celular para falar com a equipe de reportagem. A Câmara de Vereadores de Itapemirim e as polícias Civil e Federal foram informadas sobre a irregularidade. A delegacia do município afirma que o caso do vereador e das outras 100 famílias serão analisados. A partir da notificação, a Prefeitura de Itapemirim afirma que ampliou a fiscalização e descobriu que outras quase cem famílias estavam recebendo o benefício de forma irregular. De acordo com a secretária de Assistência Social de Itapemirim, Maria Spinelli, o recebimento foi descoberto após um comunicado enviado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. “O próprio ministério fez o trabalho de suspender o pagamento da família do vereador. À medida em que famílias que não necessitam recebem, outras que efetivamente têm o perfil para o Bolsa Família não estão recebendo. Por isso estamos intensificando o trabalho e fazendo visitas domiciliares para que a gente possa corrigir essas possíveis falhas”, afirmou. O decreto que regula o benefício do governo federal determina que políticos eleitos devem ser desligados do programa. Mesmo após a vitória nas urnas no ano de 2012, a família do vereador não atualizou a renda familiar. O dinheiro do Bolsa Família foi depositado até julho de 2013 na conta da família. De um total de quase 31 mil habitantes, Itapemirim possui cerca de 3,4 mil famílias que recebem o Bolsa Família. Entretanto, de acordo com a Secretaria de Assistência Social, há outras famílias à espera do benefício. De acordo com o governo federal, o Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias extremamente pobres, com renda mensal de até R$ 70 por pessoa, ou pobres com renda mensal de R$ 70 a R$ 140 por pessoa. O valor depositado depende do tamanho da família, da idade dos seus membros e da sua renda. Há benefícios específicos para famílias com crianças, jovens, gestantes e mães que amamentam.
Equipe de reportagem foi à casa do vereador em Itapemirim, no Espírito Santo, e não o encontrou. Por telefone, ele disse que não vai se pronunciar sobre o assunto. (Foto: Reprodução/TV Gazeta Sul) FONTE: G1.COM

Postar um comentário