sábado, 21 de dezembro de 2013

PRESIDENTA DILMA FICA SEM GRAÇA :Dilma se desculpa por levar criança no colo em carro no RS Presidente foi flagrada com o neto circulando de carro em Porto Alegre. Resolução do Contran de maio de 2008 obriga uso de cadeirinha.

Dilma está em Porto Alegre depois de inaugurar a Rodovia do Parque (Foto: Ricardo Duarte/Agência RBS) A presidente Dilma Rousseff usou sua conta no Twitter para pedir desculpas por levar o neto no colo no banco traseiro de um carro na tarde desta sexta-feira (20) em Porto Alegre. Dilma foi ao Rio Grande do Sul para participar da inauguração da BR-448, a Rodovia do Parque, e aproveitou para passear com familiares após a solenidade. Ela explicou que levava o neto da casa da filha à residência do avô na Zona Sul de Porto Alegre. "Estive hoje na casa da minha filha e, de lá, levei meu neto à casa do avô, que fica no mesmo bairro. Meu neto foi abraçado comigo no banco de trás. Foi um erro. A legislação de trânsito é clara: criança tem que andar na cadeirinha. Peço desculpas pelo erro", escreveu a presidente na rede social. A resolução nº 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de 28 de maio de 2008, conhecida como "Lei da Cadeirinha", determina que crianças com menos de 10 anos sejam transportadas no banco traseiro de veículos, usando cinto de segurança ou um sistema de retenção. Para crianças com até sete anos e meio, o sistema pode ser um berço para bebês, uma cadeirinha auxiliar ou uma proteção antichoque acoplado ao banco. O descumprimento sujeita o infrator ao artigo 168 do Código Brasileiro de Trânsito. A infração é considerada gravíssima, passível de multa e retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada. 'Presente' para os gaúchos A presidente deve seguir no estado até este sábado (21), quando retorna a Brasília para passar o Natal. Na solenidade na manhã de sexta, Dilma ressaltou a importância da estrada para a Região Metropolitana de Porto Alegre e citou a proximidade com o Natal para afirmar que a obra é um "presente" para os gaúchos e para ela. "Não é uma rodovia qualquer. O que custa mais caro é o que chamam de obra de arte, ter 10 viadutos e três pontes, sendo que uma é estaiada sobre o Rio Gravataí. E mais importante que a beleza, é que respeita o meio ambiente", disse, em seu discurso. Durante seu pronunciamento, a presidente afirmou que a rodovia não terá cobrança de pedágio e elevou o empreendimento como um dos mais importantes do seu governo. "Cada centavo que gastamos valeu a pena. É uma das realizações mais importantes do meu governo", destacou.
Dilma Rousseff em uma das pontes da BR-448 durante a solenidade realizada nesta sexta-feira (20) no RS (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR) FONTE:G1.COM

Postar um comentário