terça-feira, 10 de dezembro de 2013

VIOLENCIA NOS ESTADIOS: Polícia identifica mais torcedores envolvidos em briga em SC

Polícia identifica novos torcedores envolvidos em briga na Arena Joinville Delegado afirma que cerca de 10 pessoas foram reconhecidas em imagens. Torcedores do Vasco e Atlético-PR serão investigados.
A Polícia Civil identificou mais torcedores envolvidos no confronto entre as torcidas do Atlético-PR e Vasco da Gama, no último domingo (8), em Joinville. De acordo com o delegado regional Dirceu Silveira Júnior, cerca de dez pessoas tiveram seus nomes confirmados pelos investigadores após análises de informações e imagens do confronto. Os suspeitos foram identificados através de diversas mídias, entre elas imprensa, pessoas físicas e câmeras de segurança. No Rio de Janeiro, a Polícia Civil identificou sete torcedores do Vasco da Gama envolvidos na briga. Os nomes serão encaminhados à polícia catarinense para ajudar nas investigações, como mostrou o Jornal Nacional desta terça-feira (10). Em Santa Catarina, o delegado diz que os torcedores são das duas agremiações. “Já temos um número bem expressivo de torcedores identificados. O procedimento de investigação está bem adiantado”, afirmou Silveira. A partir de agora, ele destaca que a polícia busca apurar qual a participação de cada pessoa na briga generalizada. Conforme Silveira, o próximo passo é confirmar os endereços dos envolvidos, para que eles possam ser intimados para prestarem depoimentos. “O fato dele torcer para o Atlético-PR, por exemplo, não significa que ele é de Curitiba, pode morar em outra cidade”, exemplifica. Apenas depois de apuradas e confirmadas as participações dos identificados, a polícia vai avaliar se serão pedidas novas prisões. “Tem que verificar todas as circunstâncias para você pedir uma medida cautelar. O objetivo é identificar estas pessoas para que elas sejam devidamente responsabilizadas”, comenta. O inquérito para reconhecer todos os envolvidos foi instaurado nesta terça-feira. Já no domingo, o primeiro inquérito foi aberto para investigar a responsabilização dos três presos em flagrante por tentativa de homicídio. Os torcedores do Vasco estão no Presídio Regional de Joinville e tiveram prisão preventiva decretada. Feridos Os quatro jovens feridos e encaminhados para hospitais da cidade também serão investigados. Três deles prestaram depoimento no domingo, mas afirmaram não lembrar de nada que aconteceu. O outro, William Batista da Silva, de 19 anos, continua internado pois sofreu fraturas no crânio. FONTE:G1.COM

Postar um comentário