terça-feira, 24 de junho de 2014

Rio decreta feriado nesta quarta para o jogo por questões de segurança

Plano operacional do Maracanã será mantido no jogo desta quarta (25). Novidade será o feriado integral, decretado na segunda-feira.
A Cet-Rio e a Rio Eventos divulgaram, nesta terça-feira (24), o plano operacional do último jogo da primeira fase da Copa do Mundo a ser realizado no Maracanã. O feriado parcial transformado em integral, por meio de um decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes na segunda-feira (23), se deu após pedido das Forças de Segurança, segundo o texto. Policiamento reforçado para jogo entre Bélgica e Rússia no Maracanã (Foto: Erbs Jr./Frame/Estadão Conteúdo)Policiamento foi reforçado no jogo entre Bélgica e Rússia (Foto: Erbs Jr./Frame/Estadão Conteúdo) "Há essa necessidade para que as Forças de Segurança realizem o trabalho. Por isso, as ruas que eram fechadas seis horas antes dos jogos serão fechadas sete horas antes, e as que fechavam quatro horas antes fecharão seis horas antes. Com isso, as ruas já seriam fechadas às 10h da manhã e, por isso, a prefeitura optou por estender o feriado", explicou o diretor de operações Joaquim Dinis. O anúncio foi feito na manhã desta terça no Centro Aberto de Mídia, no Forte de Copacabana, Zona Sul da cidade. De acordo com Dinis, a necessidade de antecipar as interdições de vias próximas ao estádio influenciou na extensão do recesso, já que o fechamento de ruas como a Radial Oeste e a Avenida Maracanã podem causar transtornos de mobilidade. Ao todo, o município vai empregar 1.655 guardas e 124 veículos em 151 pontos de patrulhamento ostensivos. Resultados positivos De acordo com o presidente da Rio Eventos, Leonardo Maciel, a operação tem sido bem-sucedida. "Nosso plano foi estudado, tem funcionado bem. O resultado nos três primeiros jogos foi muito positivo", comemorou. De acordo com previsão da Prefeitura, são esperados quase 60% de estrangeiros na partida entre Bélgica e Rússia. Dinis informou ainda que, de acordo com os resultados das partidas da fase de grupos, o Rio pode ter grande concentração de estrangeiros sul-americanos, caso Colômbia e Uruguai se enfrentem nas oitavas-de-final. Para isso, seria necessário um plano operacional especial. fonte G1.com

Postar um comentário