quarta-feira, 30 de julho de 2014

FELIPÃO ESTÁ NO GREMIO Koff revela negociação simples com Felipão: "Acerto feito em guardanapo" Presidente do Grêmio se encontrou com o técnico nesta terça em São Paulo para alinhavar a contratação. Desejo antigo, Felipão retornara ao clube na quarta-feira

O contrato do técnico Luiz Felipe Scolari ainda não foi finalizado. Cláusulas são redigidas e o ponto final ficará para quarta-feira, dia em que o velho conhecido dos tricolores volta a Porto Alegre para comandar o Grêmio. Em reunião com o treinador nesta terça, em São Paulo, a negociação - que começou a ser apalavrada por contato telefônico ainda no domingo - foi alinhavada com anotações em um pedaço de papel, segundo o presidente Fábio Koff. - Fui a São Paulo para fechar a negociação e alguns detalhes que ficaram pendentes serão resolvidos com a chegada dele (...) Tem cláusulas que nem estão redigidas, foram ajustes verbais. Algumas cláusulas são confidenciais. Não temos contrato, temos a palavra comprometida e amanhã vamos acertar - avisou Koff, que finalizou a entrevista à Rádio Guaíba com a seguinte frase, em meio a sorrisos: - O acerto foi redigido num guardanapo de restaurante. Senti garra, gana, aquela vontade de vencer. Ele estava perfeitamente informado do elenco do Grêmio, tem acompanhado os jogos. Foi um desfecho relativamente fácil Fábio Koff, presidente do Grêmio De acordo com o presidente, a contratação de Felipão era seu desejo desde o ano passado. Mas a ida do técnico à seleção brasileira impossibilitou a concretização do sonho. Entusiasmado com a volta do treinador ao Grêmio, Koff relatou na mesma entrevista que notou “vontade nos olhos” do comandante durante a conversa em São Paulo. - Senti garra, gana, aquela vontade de vencer. Ele estava perfeitamente informado do elenco do Grêmio, tem acompanhado os jogos. Foi um desfecho relativamente fácil, uma contratação perseguida desde o ano passado e que felizmente deu certo - contou. - Senti vontade nos olhos - reiterou. Essa será a terceira passagem de Felipão pelo Grêmio. A primeira foi em 1987, quando foi campeão gaúcho. Retornou ao Tricolor em 1993, depois de ter conquistado a Copa do Brasil com o Criciúma em cima do próprio Grêmio. O técnico teve um início complicado na segunda vez no time gremista, mas sua permanência foi bancada pelo mesmo presidente de hoje, Fábio Koff. O resultado da insistência deu certo: Felipão venceu a Copa do Brasil de 1994, a Libertadores de 1995 e o Brasileirão de 1996. PERFIL Nome: Luiz Felipe Scolari Idade: 65 anos Clubes: CSA, Caxias, Brasil de Pelotas, Al-Shabab, Juventude, Grêmio, Coritiba, Criciúma, Júbilo Iwata, Palmeiras, Cruzeiro, Seleção Brasileira, Seleção de Portugal, Chelsea, Bunyodkor Títulos: Copa do Brasil (1991, 1994, 1998 e 2012), Libertadores (1995 e 1999), Recopa Sul-Americana (1995), Brasileirão (1996), Copa Mercosul (1998), Torneio Rio-São Paulo (2000), Copa Sul-Minas (2001), Copa do Mundo (2002), Copa das Confederações (2013). O QUE VOÇE TORCEDOR ACHA DISSO ? MADE SUAS RESPOSTAS OU RECLAMAÇOES PARA MIM . MUNDOLIVENEWS@HOTMAIL.COM

ORELHA DE ABANO (ORELHA GRANDE)Projeto oferece desconto em cirurgia para correção de 'orelha de abano' 'Projeto Orelhinha' atende pessoas a partir de 7 anos de idade. Orelhas abertas é uma das principais causas de bullying.

Um projeto em São Paulo oferece desconto nas cirurgias para correção da "orelha de abano", uma das principais causas de bullying entre as crianças. No mutirão do Projeto Orelhinha, cerca de 150 pacientes terão a oportunidade de fazer a otoplastia, procedimento cirúrgico que corrige a orelha aberta. O projeto social criado há três anos oferece 70% de desconto para crianças a partir de 7 anos, de todas as classes sociais. O atendimento em São Paulo teve início em agosto e as cirurgias são realizadas no Hospital Rubem Berta. Todas as cirurgias e consultas são realizadas pelo cirurgião plástico Marcelo Assis, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e idealizador da ação social. Os interessados devem fazer contato através do site do projeto ou ligar para a central de relacionamento no número 0800-718-7804 para efetuar um cadastro e agendar a primeira consulta gratuita. O procedimento cirúrgico custa em média R$ 6 mil, mas os pacientes atendidos pelo Projeto Orelhinha arcam com 30% do custo total referente a material, estrutura hospitalar e pessoal de apoio, com valor total de R$ 1.650, que pode ser dividido em até 12 vezes. VEJA NESTE VÍDEO DO YOUTUBE UM RAPAZ QUE COLA A ORELHA COM COLA SUPER BOND VEJA ESTE VIDEO COM UMA HISTORIA EMOCIONANTE PACIENTE DO 'PROJETO ORELHINHA' FAZ VÍDEO DE PROJETO EXPERIMENTAL RELACIONADO A SUA CIRURGIA DE CORREÇÃO DE ORELHA EM ABANO O paciente de Belo Horizonte, Minas Gerais, Pedro Ovidio Rocha realizou seu Trabalho de Conclusão de Curso em Multimídia para contar sua história sobre auto-estima. O projeto Projeto de Multimídia foi orientado pela professora Gabriela Garzon e inclui o momento pré e pós - operatório da correção de orelha em abano. FORA bullying. ENTRE NO SITE E SE INSCREVA http://www.projetoorelhinha.com.br/ FONTE :G1.COM /SITE PROJETO ORELHINHA / YOUTUBE

Homem que fez transplante facial torna-se estrela da GQ

Em 1997, Richard Lee Norris sofreu um acidente que lhe desfigurou o rosto quase por completo. Em 2012, foi submetido a uma cirurgia pioneira de transplante facial. Agora, em 2014, figura na capa da GQ, uma das revistas de moda mais conceituadas do mundo. De besta a bestial. De monstro a belo.
Corria o ano de 1997. Richard era, na altura, um jovem de 22 anos como outro qualquer. Ao chegar a casa, começou uma discussão com a mãe, muito provavelmente motivada pelo seu estado de embriaguez. Uma coisa puxa a outra e Richard puxou da caçadeira. Apontou a arma ao próprio rosto e garantiu à mãe que dispararia sem problemas. Acabou por se alvejar fortuitamente. A metade inferior da sua face foi dilacerada, mas Richard sobreviveu. Perdeu o nariz, o maxilar, os dentes e praticamente toda a língua. Nos dez anos que se seguiram, o americano viveu enclausurado em Hillsville, Virginia, EUA, saindo de casa unicamente para ir às compras durante a noite. Foi alvo de dezenas de operações para reparação do rosto, mas as cirurgias convencionais apenas corrigiram uma pequena parcela dos danos infligidos. Há dois anos, foi alvo da mais longa operação de transplante facial alguma vez feita. Rodeado de 150 médicos e enfermeiros, Richard esteve na sala de operações durante 36 horas. O procedimento cirúrgico não dava garantias. Um autêntico cara ou coroa: 50% de hipóteses de sobreviver, outros 50% de morrer. Uma vez mais, Richard prevaleceu. O seu doador, Joshua Aversano, morrera atropelado por uma carrinha. Atualmente, Richard mantém uma boa relação com a família do falecido jovem de 21 anos. As fotografias de Richard Lee Norris são agora folheadas na mesma revista onde Justin Timberlake, Jessica Alba, Rihanna, Ryan Gosling e muitos outros já apareceram. Muitos destes também se sujeitaram a operações de ordem estética - não por necessidade, como Richard, mas porque sim. À GQ, Richard disse que "uma gota de esperança pode criar um oceano, mas um balde de fé pode criar um mundo inteiro". Este é o seu novo mundo: o dos holofotes e manchetes. Os médicos da University of Maryland Medical Center acreditam que o procedimento de que Norris foi alvo pode vir a abranger outras vítimas de desfiguração facial, como é o caso de soldados feridos em conflito. Dois anos após a operação, Richard está a recuperar bem, embora tenha que tomar fármacos imunossupressores para o resto da vida, correndo o risco de o seu corpo rejeitar o novo rosto a qualquer altura. "Todos os dias, eu acordo com esse medo: será este o dia? O dia em que eu vou entrar num estado de rejeição tal que os médicos não possam fazer nada?", contou à GQ. FONTE:expresso.sapo

chocante !!!! Deus envia anjos de todas as formas

Sra. Francisca Romero, 70 anos, entrou em coma, os médicos não lhe deram nenhuma esperança de recuperação. Seu cão de estimação e mascote da família todos os dias se recostava em sua cama e segurava-a como se vê na foto, e assim ficava duas horas sem solta-la. Após um mês, aconteceu o inimaginável, a Sra. Francisca acordou do coma em que estava para surpresa e felicidade de sua família. O mais impressionante foi que a primeira coisa que a senhora fez quando estava acordando foi perguntar: - Onde está o Anjo Branco que todos os dias dizia no meu ouvido que tudo ficaria bem? FONTE:INTERNET

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Homem aparece no próprio velório na BA e surpreende: 'estava trabalhando' Situação aconteceu neste sábado; 'passamos a noite sem dormir', diz filho. Parentes receberam na sexta-feira a notícia de que ele morreu em acidente.

Homem aparece no próprio velório em Vitória da Conquista, na Bahia (Foto: Blog do Anderson) Um homem surpreendeu os familiares ao aparecer vivo no próprio velório neste sábado (8), em Vitória da Conquista, cidade no sudoeste da Bahia. Segundo o filho, eles receberam a notícia da morte do pai na sexta-feira (7), por volta das 16h30, informando que João Marcos Ribeiro, de 60 anos, teria sido vítima de um acidente de trânsito. O corpo chegou a ser reconhecido por um dos filhos como sendo do idoso, informou o IML, e a documentação foi emitida para a realização do enterro. "Nós ficamos tão tristes, tão abalados. A gente não dormiu à noite. Ficamos o tempo todo ao lado da fogueira para velar um caixão. Ele estava desaparecido, mas, na verdade, estava trabalhando na casa de um andarilho. Ele é trabalhador, parou de beber. Só ficou sabendo da situação quando chegou aqui", conta um dos cinco filhos, Gilberto Ribeiro, de 35 anos. O idoso chegou ao local e ficou supreso com a situação. "Eu estava trabalhando", comentou rapidamente João Marcos Ribeiro. O velório estava sendo realizado na casa da família, no bairro Campinhos. Devido à presença de curiosos, a equipe da 78ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi acionada e acompanhou a movimentação. De acordo com o IML da cidade, no momento do reconhecimento, a vítima estava com barba e bigode, que foram raspados para o velório. Quando o corpo foi liberado para o enterro, um outro filho chegou a sentir falta de um sinal que era marca do rosto do pai. O corpo que estava no caixão voltou ao IML e ainda não foi identificado
. Situação atrai curiosidade da população (Foto: Blog do Anderson) FONTE:G1.COM

GAZA PEDE SOCORRO IMGENS CHOCANTES

FICAR IMPOTENTE DIANTE DE UMA SITUAÇAO COMO ESSA TALVEZ SEJA A UNICA ATITUDE QUE ELES PODEM TOMAR AGORA
NESTA IMAGEM A CRIANÇA MAIOR TENTA PROTEGER A MENOR SENA QUE AINDA ASSIM PARECE NÃO COMOVE AS AUTORIDADES MUNDIAIS QUE PODE EVITAR NOVOS CONFLITOS .
NESTA IMAGEM PARECE QUE UM PAI SEGURA UM BEBEZINHO VITIMA DOS ATENTADOS
ESSA IMAGEM PEDE ,CLAMA PELO FIM DESTA CARNIFICINA FONTE: MUNDO LIVE NEWS NOTICIAS

'Menos dois', diz PM acusado de executar menor de idade no Rio Fantástico mostra momentos inéditos do vídeo que levou para a cadeia o cabo Fábio Magalhães e o cabo Vinicius Lima, da PM do Rio.

O Fantástico mostra trechos inéditos do vídeo que incriminou dois PMs, acusados de executar um adolescente, no Rio de Janeiro. Cabo Lima: Tem que matar os três. Cabo Lima: Tô ouvindo nada. Cabo Lima: Pô, mas o seu foi muito perto! Cabo Magalhães: Quando eu vi que tu botou ele assim e tirou a mão, falei toma. Toma que é de graça. Não vai ter como fazer balística nem nada. Perdeu tudo no mato. O Fantástico mostra momentos inéditos do vídeo que levou para a cadeia o cabo Fábio Magalhães e o cabo Vinicius Lima, da PM do Rio. Eles são acusados de executar o menor Matheus Alves dos Santos, de 14 anos, no dia 11 de junho. O diálogo entre os policiais foi captado por câmeras instaladas na viatura e exibido com exclusividade pelo Fantástico, domingo passado (20). As imagens mostravam a conversa entre Fábio e Vinícius depois de capturar três adolescentes suspeitos de cometer furtos. Eles levaram os jovens até o Morro do Sumaré, um lugar isolado, de difícil acesso. Segundo a investigação, foi lá que eles atiraram em dois dos três garotos. Neste novo trecho do vídeo, sozinhos no carro, os policiais dizem: Cabo Lima: Menos dois. Cabo Lima: Menos dois. Se a gente fizer isso toda semana dá pra ir diminuindo. Cabo Lima: A gente bate meta. Para a promotora Carmen Eliza Bastos de Carvalho, que acompanha o caso, não resta dúvida: “As imagens já evidenciam ali a execução. Embora no momento exato dos disparos, nós não tenhamos essa filmagem porque, segundo as explicações oficiais, a filmagem não teria acontecido porque o carro estava desligado naquele momento. Ela mostra o antes e o depois do crime”. O vídeo foi interrompido por cerca de dez minutos durante a ação. Nesse intervalo, de acordo com o inquérito, Matheus foi assassinado pelos policiais. O segundo garoto baleado pelos PMs sobreviveu e testemunhou contra eles. O terceiro menor tinha sido liberado antes pelos PMs, mas esta semana disse à polícia que ouviu disparos quando descia o morro. Na semana passada, o corregedor da PM, coronel Sidney Camargo, disse que a falta desse momento específico do vídeo, o da suposta execução, dificultou a investigação. “Nós não temos condição de dizer o que efetivamente eles fizeram e como eles fizeram”, afirmou o corregedor. “Quando desliga a viatura esse equipamento desliga também por um tempo, voltando a ser ligado, a câmera filma, depois que a viatura liga”, explicou o relações públicas da PM, Cláudio Costa. A empresa responsável pelo sistema afirmou em nota que é impossível editar ou manipular as imagens. Na última sexta-feira (25), o carro usado pelos PMs apareceu depenado no pátio da Delegacia de Homicídios. O Ministério Público quer saber de onde partiu a ordem. “Eu fiquei chocada porque essa viatura é uma prova importante nos autos e totalmente descaracterizada”, disse a promotora. O HD com as imagens, porém, foi preservado e entregue aos investigadores. A Corregedoria da PM explica que já estava previsto tirar o carro de circulação, para renovar a frota. Só que isso aconteceu no mesmo dia em que os policiais estiveram no Morro do Sumaré. Para a Corregedoria, nada que tenha atrapalhado a investigação. “A Corregedoria, em 12 horas, conseguiu encontrar, identificar os policiais, a viatura, as imagens da viatura e o GPS, e levamos esses policiais presos para DH. Essa viatura foi feita perícia pela Polícia Civil, os equipamentos foram retirados e ela voltou para empresa”, disse o relações públicas da PM. O Fantástico fez um levantamento nacional e descobriu que só seis estados contam com câmeras em carros de polícia: Amazonas, Bahia, Ceará, Rio de Janeiro, Roraima e Santa Catarina. O Ceará faz esse monitoramento desde 2007. Hoje, 105 carros da Polícia Militar estão equipados com câmeras. Uma viatura tem quatro câmeras. Uma delas fica posicionada para registrar todo o interior do veículo, a ação dos policiais. Há microfones também espalhados na viatura. Segundo o comando da PM, em locais estratégicos. Nem os policiais sabem, para que eles não interfiram nesse áudio. A outra câmera fica bem na frente e registra tudo o que acontece num ângulo de 90 graus. As outras duas câmeras ficam na parte de trás da viatura. Uma delas vai registrar tudo o que acontece atrás e a outra câmera está posicionada num ponto e vai pegar todas as imagens de dentro, onde os presos são transportados É só ligar o carro, que as câmeras começam a funcionar. “O sistema é todo embutido sob o painel, teria que danificar o painel, arrebentar mesmo, então é impossível os policiais terem acesso, não tem como eles terem acesso à captação dessas imagens”, disse o coronel Paulo Mendonça, da Polícia Militar do Ceará, A bateria da câmera é alimentada pelo motor do carro. E, mesmo com o veículo desligado, ainda garante mais trinta minutos de filmagem. Diferentemente do que aconteceu no caso do Rio de Janeiro. As imagens captadas pelas câmeras vão para uma sala. É uma central de monitoramento. Os operadores conseguem acompanhar as gravações em tempo real. Os registros têm ajudado a esclarecer crimes. Em junho de 2012, a câmera instalada na frente do carro da PM registrou a abordagem a um policial à paisana, que estava dentro deste carro. Ele foi parado porque se envolveu num acidente. O agente à paisana, que estava alcoolizado, atirou em um dos PMs e foi rendido. Terminou expulso da corporação. Em outro flagrante, também no Ceará, as imagens ajudaram a inocentar dois PMs. Atendendo a um chamado de roubo, David e um colega foram recebidos a tiros. E reagiram. PM 1: Derruba, derruba de bala, derruba de bala PM 1: Pede apoio, pede apoio, pede apoio PM 2: Derrubou O bandido morreu, e os policiais conseguiram provar que agiram em legítima defesa. “Se nós não tivéssemos a imagem, provavelmente esses policiais teriam sido denunciados por homicídio”, disse o promotor do Controle Externo da Atividade Policial, Humberto Ibiapina. “Se não fossem as câmeras, a gente não teria como provar inocência naquela situação”, disse o policial militar David Sousa Garcês. “Não só serve ao policial, em razão de denúncias, de que ele fez o correto, mas como ao inverso serve para provar que ele se conduziu de maneira inadequada. Ou seja, em prol do cidadão”, disse o secretário de Segurança Pública do Ceará, Servilho Silva de Paiva Em Roraima, cada carro da Polícia Militar é equipado com seis câmeras. “Na frente, atrás, atrás, nas laterais, internamente e uma câmera em cima de 360 graus. Reduziu mais de 60% das denúncias que chegavam à Corregedoria e ao Ministério Público”, disse o coronel Ronan Marinho, da PM de Roraima. Enquanto por aqui ainda são poucos os estados que contam com esse sistema, nos Estados Unidos câmeras em carros da polícia são comuns há muito tempo. Na Flórida, policiais já usam uma nova tecnologia, como mostra o vídeo. Dois policiais rendem um rapaz que ameaçava a namorada com uma faca. Tudo foi registrado pelas câmeras instaladas nos coletes que eles usavam. No Brasil, a promotora que acompanha o caso do Rio de Janeiro diz que só a tecnologia não adianta:“Tem um equipamento caro, ótimo, excelente, mas se não tiver monitoramento todo dia não resolve nada. Se demorasse mais tempo para elucidar o crime, provavelmente, poderia ter sido apagada a prova de um crime”. Cabo Lima: Menos dois. Se a gente fizer isso toda semana dá para ir diminuindo. VEJA O VÍDEO NO LINK http://glo.bo/1nx0cUx FONTE:G1.COM

Conselho de Segurança da ONU pede cessar-fogo incondicional em Gaza Declaração assinada por todos os membros foi feita após reunião nos EUA. Em 20 dias de conflito entre Israel e Hamas, mais de mil pessoas morreram.

Conselho de Segurança da ONU durante reunião de emergência que discutiu agravamento do conflito na Faixa de Gaza (Foto: John Minchillo/AP Photo) O Conselho de Segurança da ONU formalizou um pedido de "cessar-fogo humanitário imediato e incondicional" entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza após uma reunião de emergência realizada em Nova York no início da madrugada desta segunda-feira (28). Em uma declaração aprovada por todos os 15 membros, o órgão também pediu uma trégua "duradoura" baseada em uma iniciativa do Egito, segundo a qual o fim das hostilidades abre o caminho para negociações sobre o futuro de Gaza, incluindo a abertura das fronteiras do território. O pedido solicita ainda que a pausa nos combates ocorra em função do feriado muçulmano de Eid al-Fitr, que deve começar nos próximos dias, e se estenda depois disso. O comunicado destacou que "instalações civis e humanitárias, incluindo as da ONU, devem ser "respeitadas e protegidas" e enfatizou a necessidade do "fornecimento imediato de assistência humanitária à população palestina na Faixa de Gaza". A Jordânia, o único membro árabe do Conselho, insistiu que fosse formalmente adotada sem demora. Reações O representante palestino na ONU, Riyad Mansour, disse que o comunicado não fez avanços e que era necessária uma resolução formal exigindo a retirada das forças israelenses de Gaza. "Eles deveriam ter adotado uma resolução há mais tempo, condenando esta agressão e pedindo que esta agressão pare imediatamente", disse. Já o embaixador israelense, Ron Prosor, criticou que a declaração "não menciona nem o Hamas nem seus disparos de foguetes, e nem o direito de Israel se defender", e voltou a acusar o movimento islamita de usar a população de Gaza como escudo humano. Conflito Em 20 dias de conflito, cerca de 1.060 palestinos, a maioria civis e incluindo muitas crianças, foram mortos. Israel diz que 43 dos seus soldados morreram, assim como três civis mortos por mísseis e morteiros lançados do enclave no Mediterrâneo. Neste domingo (27), os combates diminuíram em Gaza depois que militantes islamistas do Hamas disseram apoiar uma trégua humanitária de 24 horas, mas não havia sinal de qualquer acordo abrangente para acabar com o conflito com Israel. Alguns disparos ocorreram depois que o Hamas anunciou que ia colocar suas armas de lado e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, questionou a validade da trégua. "O Hamas não aceita sequer seu próprio cessar-fogo, está continuando a disparar contra nós enquanto falamos", disse ele em entrevista à CNN, acrescentando que Israel ia "tomar quaisquer medidas necessárias para proteger o nosso povo". No entanto, moradores da Faixa de Gaza e testemunhas da Reuters disseram que os bombardeios israelenses e o lançamento de mísseis do Hamas diminuíram lentamente durante a tarde, o que sugere que uma trégua de fato pode estar tomando forma, enquanto esforços internacionais para intermediar um cessar-fogo permanente pareciam hesitantes. Mas militares israelenses disseram que vão precisar de mais tempo para destruir uma rede de túneis que cruzam a fronteira de Gaza, o que eles dizem ser um dos seus principais objetivos. Israel e islamistas do Hamas que controlam Gaza concordaram em um cessar-fogo de 12 horas no sábado para permitir que os palestinos refaçam seus estoques de suprimentos e recuperem corpos dos escombros. O gabinete de Netanyahu votou por estender a trégua até meia-noite de domingo a pedido da ONU, mas desistiu quando o Hamas lançou mísseis contra Israel durante a manhã. Médicos palestinos disseram que pelo menos dez pessoas morreram na onda de ataques subsequentes que atingiu Gaza, incluindo uma mulher cristã, Jalila Faraj Ayyad, cuja casa na cidade de Gaza foi atingida por uma bomba israelense. Cerca de 1.060 palestinos, a maioria civis e incluindo muitas crianças, foram mortos durante os 20 dias de conflito. Israel diz que 43 dos seus soldados morreram, assim como três civis mortos por mísseis e morteiros lançados do enclave no Mediterrâneo. Esforços diplomáticos liderados pelo secretário de estado dos EUA, John Kerry, para acabar com o conflito de 20 dias, têm mostrado poucos sinais de progresso. Israel e Hamas estabeleceram condições que parecem inconciliáveis. O Hamas quer o fim do bloqueio econômico israelense-egípcio de Gaza antes de concordar em interromper hostilidades. Israel sinalizou que poderia fazer concessões nessa direção, mas só se os grupos militantes de Gaza forem despojados de suas armas. FONTE:G1.COM

NOVA INTERNET EM RIBEIRÃO DAS NEVES

Somos uma empresa no seguimento de Telecomunicação e de fornecimento de acesso a Internet em alta velocidade através de rádio frequência. Conexão por rádio não utiliza sua linha telefônica em nenhuma instância. O serviço tem uma tarifa fixa, de acordo com o plano que você escolher, segurança e estabilidade na conexão. Usando diversos meios de comunicação disponíveis e o que há de melhor em equipamentos no mercado para fornecer serviço de banda larga, você navega em alta velocidade e tem um serviço constante, sem quedas bruscas de performance ou lentidão permanente. Buscamos o reconhecimento da nossa empresa pela qualidade dos serviços prestados, criando um bom relacionamento entre clientes, parceiros e colaboradores, nos princípios da ética e transparência, trabalhando para oferecer um acesso a banda larga para todos. "CONSULTE A ÁREA DE COBERTURA" Areais ----- Girassol----- Papine ----- Belo Vale ----- Guadalajara ----- Paraíso das Piabas ----- Botafogo 1º e 2º seção ----- Havaí ----- Piedade ----- Canoas ----- Jardim Primavera ----- Santa Margaria ----- Cristal ----- Jardim São Judas Tadeu ----- Santana I e II ----- Cruzeiro ----- Labanca ----- São Januário ----- Elizabeth ----- Maracanã ----- Suely ----- Esperança ----- Maria Helena ----- Tony ----- Fazenda Mizongue ----- Menezes ----- Urca ----- Flamengo ----- Nova Pampulha ----- Viena ----- A JUSTWEB é uma empresa de fornecimento de acesso à Internet em alta velocidade através de rádio frequência. A conexão por rádio não utiliza linha telefônica em nenhuma instância. O serviço tem uma tarifa fixa, de acordo com o plano que você escolher, com suporte ao cliente, segurança e estabilidade na conexão.Conexão via rádio frequência na faixa de 5.8 GHz com tecnologia TDMA, dispensa o uso da linha telefônica. Basta ligar o seu computador, estando com as instalações feitas adequadamente, para estar conectado à Internet. O tempo de utilização é ilimitado. A velocidade de conexão é alta e vai até o plano contratado. A POLÍTICA da JUSTWEB é definida em valorização dos colaboradores e clientes, guardando a qualidade e melhoria contínua, trabalhando todos em sintonia.Prezamos:Agilidade, ética, excelência, Foco no Cliente, Respeito ao meio ambiente, Transparencia e Valorização dos Colaboradores. A MISSÃO JUSTWEB é ser reconhecida em todos os bairros antendidos como uma empresa de excelência no serviço de provimento à internet Visando sempre a melhoria continua e o conforto do cliente. LIGUE AGORA MESMO E CONSULTE CONDIÇÕES DE AQUISIÇÃO (31)3017-7113 (31)3639-7981 ENTRE NO SITE PARA MAIS INFORMAÇÕES WWW.JUSTWEB.COM.BR O MUNDO LIVE NEWS NOTICIAS NÃO TEM QUALQUER VINCULO COM SITES AQUI DIVULGADOS . FONTE:JUST WEB INTERNET BANDA LARGA

sábado, 26 de julho de 2014

VIDEO CACETADA MUITO ENGRAÇADA VEJA

video
ESTE VÍDEO FOI GRAVADO PELA MÃE  ENQUANTO O PAI DESNATURADO EQUILIBRAVA O BEBEZINHO DE 5 MESES NA PALMA DA MÃO .HOJE ELA TEM 3 ANOS ,
FONTE:MUNDO LIVE NEWS NOTICIAS

ISRAEL X GAZA CONFLITOS EM GAZA

Dezenas de corpos são retirados de escombros em Gaza durante trégua Socorristas palestinos localizaram ao menos 85 corpos. Trégua teve início às 8h locais deste sábado (2h de Brasília).
Palestinos tiram corpo de homem morto em sua casa em bombardeio; trégua de 12 horas começou na manhã deste sábado (Foto: AFP Photo/Marco Longari) Cinco horas depois do início da trégua no conflito entre Israel e Hamas, ao menos 85 corpos foram retirados de escombros na Faixa de Gaza, segundo a agência France Presse. A informação é de um balanço divulgado por socorristas palestinos, que também acrescentaram que os corpos foram transportados para diferentes necrotérios e hospitais da região. Trégua Às 8h locais (2h de Brasília), começou uma trégua de 12 horas de duração na Faixa de Gaza. A pausa no conflito foi comunicada pelo secretário de estado americano, John Kerry, nesta sexta-feira (25), segundo informou a agência de notícias Reuters e o jornal israelense "Haaretz". Segundo o jornal, a trégua objetiva permitir que os palestinos busquem água e comida e que os hospitais sejam reabastecidos com medicamentos. O grupo palestino Hamas também aceitou a trégua. O ministro das Relações Exteriores do Egito, Sameh Shukri, e o secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, haviam pedido mais cedo a pausa nos confrontos entre Israel e o Hamas. saiba mais Faixa de Gaza vive trégua de 12 horas no conflito entre Israel e Hamas Bombardeio israelense sobre edifício residencial deixa mortos em Gaza Uma reunião entre Kerry e líderes da Europa e do Oriente Médio foi marcada para este sábado, em Paris, com o objetivo de alcançar um cessar-fogo "o mais rápido possível", disse à Reuters uma fonte da diplomacia francesa. Bombardeio na madrugada Antes do início da trégua, na madrugada deste sábado (26), pelo menos 12 pessoas, todas identificadas como civis, morreram em um bombardeio israelense sobre um edifício de três andares na cidade de Khan Yunes, no sul da Faixa de Gaza. O Ministério da Saúde do território palestino informou em um comunicado que o incidente aconteceu antes do amanhecer, quando as forças aéreas israelenses atacaram um conjunto residencial da cidade.
Durante trégua de 12 horas na Faixa de Gaza neste sábado (26), palestinos tentam resgatar corpo dos escombros de uma casa destruída (Foto: AP Photo/Khalil Hamra)
Palestinos carregam o corpo carbonizado de um motorista de ambulância, morto na noite de sexta-feira em Beit Hanun, em Gaza; na manhã deste sábado, teve início trégua de 12 horas (Foto: AFP Photo/Marco Longari) FONTE:G1.COM

GAZA X ISRAEL

Bebê nasce após morte da mãe em Gaza Mãe morreu em um ataque aéreo israelense na Faixa de Gaza; bebê nasceu prematuro.
Bebê nasce em Gaza após morte da mãe (Foto: BBC) Um bebê prematuro nasceu após a morte da mãe em um ataque aéreo israelense em Gaza. O médico disse que a criança tem iguais chances de viver e de morrer. Mais de 800 pessoas foram mortas em Gaza desde que Israel iniciou sua ofensiva militar no dia 8 de julho, com o objetivo declarado de impedir os disparos de foguetes do Hamas contra seu território, e diz ter descoberto uma rede de túneis usados pelo grupo militante para supostamente se infiltrar em território israelense. Pelo menos 35 israelenses (ao menos dois deles civis) e um tailandês, atingido por um foguete palestino, também perderam a vida na onda de violência até agora. FONTE:G1.COM/ BBC

terça-feira, 22 de julho de 2014

Visitante tenta entrar em presídio com alicate, ferramentas e celulares escondidos no ânus Homem de 35 anos tentou burlar revista com atestado médico

Agentes penitenciários se surpreenderam com a quantidade de equipamentos que um visitante escondeu no ânus para tentar entregar a um detento do Presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, na Grande BH. André Silva de Jesus, 35 anos, foi preso com dois celulares, duas baterias, um alicate, duas brocas, oito pedaços de segueta, cinco pregos e três chips. Todos os materiais foram introduzidos no ânus do suspeito, que apresentou um atestado médico dizendo que usava marca-passo, e portanto não poderia passar por uma máquina de raio x. Durante a revista comum, André Silva aparentou nervosismo, o que alertou os agentes penitenciários. A Polícia Militar foi chamada para registrar a ocorrência. Não foi esclarecido qual detento receberia o material, mas os equipamentos indicam que os presos tentariam serrar grades. Em nota, a Suapi (Subsecretaria de Administração Prisional) confirmou o ocorrido e afirmou que a direção-geral do presídio "instaurou um procedimento interno para apurar o ocorrido". FONTE:R7.COM

Carro-forte com R$ 2,3 milhões em multas é apreendido pela PRF em SP Veículo da Blue Angels estava sem licenciamento desde 2011. Polícia Rodoviária deteve o carro nesta terça em Guarulhos.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de São Paulo apreendeu um carro-forte da empresa Blue Angels sem licenciamento desde 2011 e com R$ R$ 2.342.762,49 em multas e débitos relacionados ao veículo. De acordo com a PRF, a apreensão ocorreu nesta terça-feira (22) na Via Dutra, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Carro-forte é apreendido por policial rodoviário federal em São Paulo (Foto: Divulgação / PRF)Carro-forte é apreendido por policial rodoviário federal em São Paulo (Foto: Divulgação / PRF) Em nota, a empresa alegou ter isenção de rodízio e estacionamento em locais proibidos, mas que tem recebido multas sistemáticas da Prefeitura. A empresa disse que recorre à Justiça para ter as notificações anuladas. Entretanto, a empresa não esclareceu a falta de licenciamento apontada pela Polícia Rodoviária. A PRF informou que o carro-forte foi apreendido devido à falta de licenciamento. Depois, os policiais rodoviários federais realizaram consulta ao Detran e descobriram que o veículo devia mais de R$ 2,3 milhões. No começo da tarde, a PRF chegou a informar que o valor era de cerca de R$ 300 mil, mas atualizou mais tarde os valores. O carro foi parado pela PRF no km 221 da pista lateral sul da via Dutra porque trafegava em uma via para veículos leves e mais rápidos. Como é considerado um carro pesado, pela lei, deveria trafegar na pista da direita, para veículos lentos. No ato, o veículo recebeu quatro multas: não ter licenciamento, transitar em faixa não permitida, não possuir tacógrafo e não ter faixas reflexivas no para-choque traseiro. O valor total das multas aplicadas nesta manhã é de R$ 574,61. O dinheiro que era transportado dentro do carro apreendido foi retirado e transferido para outro veículo regular da empresa. Segundo a PRF, a empresa só poderá retirar o carro apreendido do pátio da polícia quando quitar as dívidas. A empresa informou ao G1 que o veículo apreendido seguia para sua base para passar "por manutenção (instalação da faixas reflexivas e substituição do tacógrafo)".
Consulta ao Detran mostra situação do carro-forte. Dados do veículo foram omitidos na imagem divulgada pela polícia. (Foto: Divulgação/PRF) FONTE:G1.COM

Israel divulga supostas imagens de túneis do Hamas para atacar país Defesas israelenses afirmam que missão em Gaza acaba quando não houver mais ameaça.

magens das Forças de Defesa israelenses mostram destruição dos túneis na Faixa de Gaza (Foto: BBC) O governo de Israel continua com sua operação contra militantes palestinos do Hamas na Faixa de Gaza. As Forças de Defesa israelenses divulgaram imagens que alegam ser de túneis usados pelos militantes para se infiltrar em seu território. As imagens também mostram supostos combatentes do Hamas disparando contra soldados de Israel, depois de entrar no país usando os túneis. Os soldados israelenses estão destruindo estes túneis, e o governo do país afirma que a operação só será encerrada quando todas as ameaças forem neutralizadas. O número de mortos entre os palestinos já está próximo dos 600, a maioria deles civis. FONTE:G1.COM

Bombardeios de Israel em Gaza já mataram 121 crianças, diz Unicef Entre estas vítimas, 80 tinham menos de 12 anos, segundo órgão da ONU. Agência descreveu como 'devastadora' a situação da população de Gaza

Menino palestino carrega colchão retirado dos escombros do apartamento de sua família, bombardeado nesta terça-feira (22) no centro da cidade de Gaza (Foto: Mohammed Abed/AFP) Um total de 121 crianças palestinas, 80 delas de menos de 12 anos - morreram desde que Israel começou a ofensiva militar contra o território palestino de Gaza, informou o Unicef, o organismo das Nações Unidas para a proteção da infância, nesta terça-feira (22). Segundo os dados, 84 vítimas eram meninos e 37 meninas, com idades que variavam entre cinco meses e 17 anos. Pelo menos 904 outras crianças ficaram feridas, acrescentou o órgão. Com as mortes ocorridas nesta terça em Gaza, as vítimas palestinas da ofensiva israelense já somam 593 pessoas em 15 dias. No mesmo período, 27 soldados israelenses também morreram, os dois últimos em combates na noite desta segunda (21), além de dois civis, um israelense e um beduíno, depois que foram atingidos por foguetes lançados da Faixa de Gaza. saiba mais Ofensiva israelense mata mais 20 palestinos em Gaza Palestino é baleado ao buscar família em escombros em Gaza O Escritório de Assuntos Humanitários da ONU descreveu como "devastadora" a situação para a população de Gaza, um território de altíssima densidade demográfica, com 4.500 pessoas por quilômetro quadrado. "Literalmente, não há um espaço que seja seguro para os civis", destacou o porta-voz, Jens Laerke. Segundo uma rápida avaliação realizada por voluntários em Gaza, 107 mil crianças precisam de tratamento especializado pelo trauma que sofreram ao vivenciar ataques que mataram suas famílias ou destruíram suas casas. Por enquanto, as equipes de emergência conseguiram oferecer esse tipo de apoio a menos de 900 crianças. fonte:g1.com

domingo, 20 de julho de 2014

Desastres com aviões em 17 de julho? Isso já ocorreu 3 vezes no passado

Infelizmente, parece que 17 de julho é um dia agourento para acontecer desastres aéreos com centenas de vítimas – já são 4 casos no mesmo dia
Fonte da imagem: Shutterstock Desastres com aviões em 17 de julho? Isso já ocorreu 3 vezes no passado Quase todos já estão cientes do triste caso do avião da Malaysia Airlines que caiu em território ucraniano e matou mais de 290 pessoas, supostamente atingido por um míssil. Acontece que esse não é o primeiro caso de um avião que caiu em 17 de julho – e supersticiosos dirão que o dia é propício para trágicos acidentes aéreos. Com exceção do avião da Malaysia Airlines, outros três também caíram e mataram pessoas no dia 17 de julho, em 1996, 2000 e 2007. Pelo visto, quando você for viajar pelos ares, é melhor escolher outras datas, pois os desastres tendem aparente repetição nesse dia. Veja abaixo quais foram os outros trágicos acidentes desse dia sinistro: 17 de julho de 1996 – Voo 800 TWA O voo da Trans World Airlines decolou de Nova York, no aeroporto JFK, às 20 horas. Alguns minutos depois da decolagem, o avião explodiu por completo e matou 230 pessoas. De acordo com as investigações, ocorreu um curto circuito no sistema elétrico do tanque de combustível, o que ocasionou a explosão. Suspeitas de uma possível bomba dentro do avião logo foram desmentidas pelo presidente do NTSB, órgão americano responsável pelo tráfego aéreo. 17 de julho de 2000 – Voo 7412 Alliance Air O destino final do voo 7412 da Alliance Air era Nova Déli, na Índia, com escalas em Patna e Lucknow. Há aproximadamente dois quilômetros do aeroporto de Patna, o avião caiu e explodiu, matando 55 pessoas. Das 58 pessoas abordo, só sete sobreviveram – e o avião caiu em cima de duas casas e também matou quatro moradores. Aparentemente, um dos motores da aeronave, com 20 anos de uso, pegou fogo antes da aterrissagem. De acordo com os dados da Aviation Safety Network, a possível causa do acidente foi um acidente humano. 17 de julho de 2007 – Voo JJ 3054 TAM Esse é o maior desastre da aviação brasileira, em que 199 pessoas morreram no dia 17 de julho de 2007. O Airbus A320 fazia o voo JJ 3054 da TAM não conseguiu pousar na pista principal de Congonhas e passou dos limites do aeroporto, atravessando a Av. Washington Luiz. O avião se chocou com um edifício da TAM Express que originou um grande incêndio. Todos os passageiros que vinham do voo de Porto Alegre morreram, além de alguns funcionários do prédio da TAM Express. Fonte(s) UOL Leitor colaborador Douglas Rampazo Rosa Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui! FONTE:TECMUNDO

CELULAR COM EFEITO HOLOGRAMA

Takee 1: conheça o primeiro smartphone holográfico do mundo O mercado de smartphones na China está gerando um ambiente amigável para um monte de pequenas fabricantes aparecerem e trazerem novas ideias para o setor. Foi assim com a Xiaomi e pode ser assim também com a Takee. Essa empresa acaba de apresentar seu primeiro smartphone, e ele já traz uma novidade pra lá de interessante: deve ser o primeiro aparelho holográfico de sua categoria. O problema é que a empresa não conseguiu ainda explicar muito bem como esse recurso para hologramas funciona. Há um vídeo que mostra alguns detalhes interessantes e que inclusive inferem que o aparelho terá sensores de movimento, que podem ser utilizados sem tocar no aparelho. Fora isso, para gerar o que a Takee chama de Smart Holograms, há quatro câmeras nos quatro cantos frontais do gadget, que rastreiam o olhar e geram as imagens Acontece que algo similar já existe e você deve se lembrar do que estamos falando: o Fire Phone da Amazon. O aparelho da empresa norte-americana conta com recursos bem similares, mas, em vez de hologramas, ele simplesmente cria imagens na tela com sensação de profundidade, com rastreamento de olhar feito com quatro câmeras. Como projetar um smartphone leva bastante tempo, principalmente um com recursos tão únicos, a possibilidade de a Takee ter simplesmente copiado o que a Amazon fez é bem pequena. Fora isso, a empresa apresenta seu dispositivo de uma maneira diferente e insiste nos hologramas e não em imagens tridimensionais na própria tela. O aparelho ainda não está sendo comercializado e não parece haver uma data para isso aconteça por enquanto. De qualquer forma, confira as especificações que já foram liberadas. Processador: MediaTek octa-core MT6592T Tela: 5,5’’ 1080p Câmeras: traseira – Sony Exmor IMX135 de 13 MP; Frontal – 5 MP Bateria: 2.500 mAh
Geração dos hologramas No vídeo, o dispositivo é mostrado apresentando hologramas diretamente na tela do aparelho, mas parece que esse acessório com cara de aranha é o responsável pela geração das imagens holográficas, apesar de a empresa não ter falado disso diretamente, o que tem causado um bocado de confusões e dúvidas. Em seu lançamento, o dispositivo terá versões em preto e branco, além de uma edição revestida em ouro 18 quilates. Fonte(s) GforGames Takee Imagens Sina FONTE:TECMUNDO

VOÇE JÁ COMEU HOJE ?

Fome e Doenças se Agravam na Somália em 2012 – Vídeos, Fotos, Informações, Crises
A Somália é considerada uma dos países mais pobres e atingidos pela miséria na historia de muitos países, o sofrimento e castidade são constantes a cada ano que se passa perdemos crianças e adultos pelo mesmo motivo fome, miséria e doenças que se agravam cada vez mais, e atinge milhares de cidadãos moradores da Somália. A taxa de mortalidade vem crescendo ao passar dos anos a cidade já entrou em estado de alerta, este ano de 2012 a Somália se agravou mais do que o esperado. O número de mortes vem crescendo cada vem mais tudo isso causado pela fome e as doenças em diversos modos, hoje em dia é difícil ver o sorriso estampado no rosto destas pessoas, o que podemos encontrar na Somália, são pessoas sofrendo com a crise alimentar, doenças tomando o corpo de adultos e crianças, e o pior de tudo é ver o sofrimento de cada uma delas e não poder ajudar. Só este ano de 2012 o numero de mortes infantis subiram para 29 mil, na Somália é possível ver 640 mil crianças num estado de calamidade subnutridas por falta de alimentação vitaminas e proteínas para suprir e amenizar a dor de cada uma delas.
Milhares de pessoas desabrigadas sem ter para onde ir, muitos rezam por um milagre, outros esperam a morte sem ter o que fazer guerras e confrontos aumentando, e famílias sofrendo por isso. Muitos centros de controle e prevenção estão ajudando estas pessoas, porém cada ano que se passa vem se agravando mais e mais, hoje podemos dizer que o continente africano é caracterizado pela fome e miséria.
AÍSES MAIS ATINGIDOS PELA FOME E A DOENÇA: Infelizmente o continente africano sofre com estas doenças e crises alimentares, adultos e crianças não tem para onde escapar, a cada ano que vem se passando as doenças vem atingindo o sistema imunológico de cada um, mais as crianças por serem frágeis, os países mais atingidos por isso são Etiópia, Somália, Moçambique, Sudão, Libéria, angola, e malawi, abemos que é muito triste tudo isso mais é a realidade de cada um destes países.
então pessoal esta matéria fala sobre a Fome e Doenças se agravam na Somália em 2012, deixe seu comentário diga o que acha de tudo isso agradecemos a sua visita até mais.
VAMOS ACORDAR MILIONÁRIOS !!! AJUDE ESTAS PESSOAS A SE ALIMENTAR PELO MENOS 1 VEZ AO DIA ,DOE A QUEM PRECISA ,ENQUANTO FAMOSOS GANHAM 250 MIL POR DIA ELES NÃO GANHAM NADA ,E AINDA SÃO DEIXADO A PROPIA SORTE FONTE:MUNDO LIVE NEWS NOTICIAS .

ONU: Fome na Somália matou em um ano e meio 260 mil pessoas, metade crianças

Famílias deslocadas somalis em Dhobley, perto da fronteira da Somália com o Quênia. Foto: FAO Mais de um quarto de milhão de pessoas morreram de fome na Somália, entre outubro de 2010 e abril de 2012, em parte porque a comunidade internacional não agiu rápido o suficiente, disse nesta quinta-feira (2) um chefe humanitário das Nações Unidas no país. “O sofrimento jogado fora como um drama sem testemunhas”, disse Philippe Lazzarini, coordenador humanitário da ONU para a Somália, comentando os resultados em um novo relatório encomendado pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). Cerca de 133 mil somalis que morreram — cerca de metade — eram crianças menores de cinco anos, de acordo com a Unidade de Análise de Segurança Alimentar e Nutrição da FAO para a Somália (FSNAU), que realizou o estudo juntamente com a rede FEWS NET. Classificando a magnitude dos dados de mortalidade como “inquietante”, Lazzarini disse que o relatório confirma “que poderíamos ter feito mais antes que a fome foi declarada em 20 de julho de 2011″ e que o estudo ajudará a garantir “que a Somália nunca passe por uma outra epidemia de fome novamente”. Ele acrescentou que “os avisos que começaram já com a seca em 2010 não desencadearam uma ação prévia suficiente. Em áreas mais afetadas, o acesso às pessoas necessitadas foi tremendamente difícil”. No auge da crise, entre maio e agosto de 2011, cerca de 30 mil pessoas morreram por mês, de acordo com o estudo. “Cerca de 4,6% da população total e 10% das crianças menores de cinco anos morreram no sul e centro da Somália”, informou a FAO. “Lower Shabelle, Mogadíscio e Bay foram as mais atingidas.” A mobilização maciça da comunidade humanitária ajudou a atenuar os piores efeitos da crise, uma vez que a fome foi declarada, disse o coordenador humanitário. “Chegamos a áreas anteriormente inacessíveis através de uma ação inovadora e por meio do fortalecimento de parcerias locais.” Desde então, a comunidade das Nações Unidas e seus parceiros mudaram a maneira como operam, disse Lazzarini: “Com 2,7 milhões de pessoas ainda precisando de ajuda para salvar vidas e apoio para construir seus meios de subsistência, estamos redobrando esforços para investir nas pessoas e comunidades somalis para quebrar o ciclo de crise e de resposta.” “Estamos buscando formas de superar o trabalho humanitário e de desenvolvimento que será crucial para a consolidação da capacidade de resiliência dos povos e das comunidades da Somália”, acrescentou. FONTE :ONU BRASIL

DUNGA NA SELEÇÃO ? O QUE VOCÊ ACHA DA IDEIA DE REGREDIR NO FUTEBOL ?

Em 29 de agosto de 2011, foi cogitado como novo comandante do Al-Rayyan, do Qatar para o lugar de Paulo Autuori, que assumiu a seleção olímpica do país. Porém, em 5 de setembro, o clube anunciou a contratação de Diego Aguirre.4 Seleção Brasileira principal Em 24 de julho de 2006, Dunga foi nomeado como o novo treinador da Seleção Brasileira de Futebol, substituindo Carlos Alberto Parreira, embora não tivesse nenhuma pré-experiência profissional no cargo. Seu primeiro jogo no cargo foi contra a Noruega, em Oslo, em 16 de agosto (o resultado foi um empate de 1 a 1). Sua segunda partida foi realizada contra a arqui-inimiga Argentina, que terminou derrotada por 3 a 0, em 3 de Setembro, no Emirates Stadium. Em 5 de Setembro derrotaram o Gales por 2 a 0 no terreno do White Hart Lane. Mais tarde, derrotaram o Equador por 2 a 1, e tiveram uma vitória em cima da Suíça, por 2 a 1. Dunga num treino da Seleção poucos dias antes do começo da Copa do Mundo. O ano de 2007 começou com a derrota para Portugal por 2 a 0, o que acarretou as primeiras críticas ao treinador. Na preparação para a Copa América 2007, quatro amistosos foram realizados, tendo o Brasil conseguido duas vitórias e dois empates. Na estreia da Copa América, uma derrota para o México, mais uma vez por 2 a 0, fazendo com que as críticas aumentassem.5 Porém, a Seleção se recuperou, batendo Equador, Chile, Uruguai e derrotando a favorita Argentina na final por 3 a 0, devolvendo a confiança a Dunga.6 Após a conquista da Copa América, a Seleção fez três amistosos e quatro jogos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, obtendo cinco vitórias e dois empates. Mesmo assim, o grupo chegou a 2008 sob a desconfiança do torcedor brasileiro, o que não melhorou com as derrotas para Venezuela e Paraguai em junho, esta última pelas Eliminatórias.7 Três empates consecutivos em terras brasileiras contra Argentina, Bolívia e Colômbia só agravaram a situação do comandante, que, um mês antes, havia treinado também a Seleção Brasileira Olímpica na decepção nos Jogos Olímpicos, em que esta saiu derrotada nas semifinais para os rivais argentinos. O ano terminou, porém, com a goleada histórica sobre Portugal por 6 a 2, num amistoso realizado em Brasília. A volta por cima continuou em 2009, com a Seleção tendo vencido a Itália por 2 a 0 em fevereiro, e feito excelentes campanhas no restante das Eliminatórias, goleando Peru, Uruguai, Argentina e Chile, além de ter devolvido a derrota ao Paraguai, e na Copa das Confederações de 2009, sagrando-se campeão ao derrotar Egito, duplamente os Estados Unidos, mais uma vez a Itália e a anfitriã África do Sul. A preparação para a Copa do Mundo de 2010 foi proveitosa, tendo a Seleção vencido inclusive a Inglaterra ainda em novembro de 2009. Na disputa do mundial, o Brasil se classificou em primeiro do Grupo G, vencendo Coreia do Norte, Costa do Marfim e empatado com Portugal. Nas oitavas-de-final, goleou o Chile por 3 a 0, dando adeus à competição nas quartas-de-final, perdendo para os Países Baixos por 2 a 1. Em 4 de julho de 2010, dois dias depois da eliminação precoce, a comissão técnica, após o ciclo iniciado em 2006, foi destituído do comando da Seleção BrasileirO. FONTE:MUNDO LIVE NEWS

Pará usa drone para combater garimpo clandestino Equipamento feito em São Paulo custou mais de R$ 300 mil. Aparelho usa câmeras de alta definição e lentes que captam infravermelho.

VANT Nauru 500 tem câmeras de alta definição e pode fazer imagens em infravermelho para mapear atividades das minas no Pará (Foto: Divulgação / XMobots) O governo do Pará vai utilizar um Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT) para fazer fiscalização mineral no estado. O equipamento, que também é conhecido como drone, foi comprado de uma empresa de São Paulo ao custo de R$ R$ 307 mil para combater o garimpo clandestino: segundo o governo do Pará, existem mais de mil pontos de extração mineral no estado, mas apenas 50 são legalizados.
O drone é do modelo Nauru 500, uma palavra em tupi que significa "bravo" ou "herói", e foi desenvolvido em 2012 para ser uma alternativa a um aparelho criado em 2004, o Apoena. "O grande diferencial deste aparelho é a capacidade de mapear uma grande área em um curto espaço de tempo, coisa que uma equipe de campo não consegue", explica Giovanni Amianti, presidente da empresa que fabrica o drone e responsável pela engenharia do produto. Segundo o governo, o drone tem câmeras de alta definição que tambem captam imagens em infravermelho, e serve para mapear as atividades das minas. O Nauru não terá base fixa: ele deve operar em todo estado. “As imagens em alta resolução captadas pelo Nauru permitirão a realização de um cálculo volumétrico que indicará a quantidade exata do que está sendo retirado das minas mensalmente, além de quantificar o volume estocado”, disse Helder Abdon Gaspar, coordenador de Tecnologia de Geotecnologia da ecretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (SEICOM). O equipamento é portátil, mas de grande porte se comparado aos demais drones civis. Graças a isso, pode voar em condições adversas, com ventos de 45 km/h e até mesmo chuva, embora este tipo de clima possa comprometer as imagens. "Fazer voos com chuva não vai dar bons resultados. As fotos não saem boas por causa dos pingos, mas é comum o drone decolar, o tempo vira e ele pousa com chuva, tranquilamente", explica Amiante.
Pioneirismo Aparelhos com o Nauru já são utilizados para o monitoramento de lavouras em outros estados mas, segundo a fabricante, será a primeira vez que o VANT irá realizar fiscalização minteral. “Com esse diagnóstico feito, poderemos saber exatamente os tipos de metais extraídos e suas concentrações. O Pará está à frente de um projeto pioneiro, que poderá servir de referência para todo o país”, destaca Helder Abdon Gaspar. O desempenho do Nauru vai depender da habilidade dos operadores, que estão sendo capacitados em São Paulo para pilotar o aparelho. "Ele é um misto de avião e aeromodelo. Os pousos e decolagens são parecidos com aeromodelos, mas o mapeamento é mais próximo da atividade de piloto privado", define Amianti. Para garantir sua eficiência, o aparelho precisa passar por manutenção a cada 40 horas de voo, com revisões pagas após 200h de operação. "O aparelho tem garantia de 10 anos", explica o presidente. Homologação Antes de decolar, qualquer aparelho precisa ser homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), e também pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), já que aparelhos que não são reconhecidos podem operar em frequências com interferência e causar acidentes. De acordo com o governo, o aparelho já está homologado pela ANAC - ele fopi, inclusive, o primeiro VANT brasileiro de uso civil autorizado pela agência. Com relação a telecomunicações, o fabricante também garante que o equipamento não irá provocar acidentes. "Ele trabalha com uma frequência distinta, sem risco de interferência", conclui Amianti. FONTE:G1.COM

Fabricante de cigarros é condenada a pagar R$ 53 bilhões à viúva de fumante Homem morreu de câncer no pulmão; empresa criticou decisão da Justiça e afirmou que vai recorrer da sentença.

Um tribunal da Flórida condenou a segunda maior fabricante de cigarros dos Estados Unidos a pagar uma indenização de US$ 23,6 bilhões (R$ 53 bilhões) à viúva de um fumante que morreu de câncer de pulmão. Além da indenização, a RJ Reynolds Tobacco Company, que fabrica o cigarro Camel, terá de desembolsar outros US$ 16,8 bilhões (R$ 38 bilhões) em danos compensatórios. Cynthia Robinson processou a empresa em 2008, reivindicando uma indenização pela morte de seu marido, em 1996. A RJ Reynolds criticou a decisão e afirmou que irá recorrer da sentença. Durante as quatro semanas de julgamento, os advogados da viúva argumentaram que a empresa foi negligente ao não informar os consumidores sobre os perigos do cigarro. Segundo eles, foi por causa disso que o marido de Robinson, Michael, contraiu câncer de pulmão. De acordo com os advogados, Michael tornou-se um "viciado" e, apesar de inúmeras tentativas, nunca conseguiu abandonar o cigarro. "A RJ Reynolds correu um risco calculado ao fabricar cigarros e vendê-los aos consumidores sem informá-los sobre seus malefícios", afirmou o advogado de Robinson, Willie Gary. "Esperamos que esse veredicto envie uma mensagem a RJ Reynolds e a outras grandes fabricantes de cigarro de modo que elas parem de colocar a vida de pessoas inocentes em perigo", acrescentou o advogado. Em comunicado, o vice-presidente da RJ Reynolds afirmou que "o veredicto vai além do reino da razoabilidade e da equidade, e é completamente inconsistente com a evidência apresentada". Se a condenação for mantida, a indenização paga a Robinson será a maior em um caso individual desmembrado de uma ação coletiva movida na Flórida. Outros casos similares resultaram em indenizações menores depois que a mais alta corte do estado americano julgou que, para dar entrada no processo, fumantes (ou suas famílias) precisavam apenas comprovar que contraíram doenças por causa do vício no cigarro. FONTE:G1.COM

Israel amplia ofensiva em Gaza; número de palestinos mortos chega a 400 Operação iniciada há 13 dias matou cinco soldados e dois israelenses; residentes de Gaza relatam fortes bombardeios.

Número de palestinos mortos em ofensiva passa de 400 (Foto: Reuters) Israel disse ter expandido sua ofensiva terrestre contra o Hamas na Faixa de Gaza, e moradores relataram os maiores bombardeios desde o início do conflito, há 13 dias. A operação já deixou mais de 400 palestinos mortos, a maioria civis, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU). Cinco soldados e dois civis israelenses morreram. Mais de 40 pessoas morreram no distrito de Shejaiya em fortes bombardeios durante a noite, disseram médicos. Ambulâncias não puderam chegar ao local devido a ataques, e testemunhas relataram que corpos estão espalhados pela rua. No sábado, dois soldados israelenses morreram durante um tiroteio com militantes palestinos que usaram túneis para invadir Israel e realizar ataques, disse o Exército. Apesar da ofensiva israelense, militantes continuam a lançar foguetes contra Israel. O Exército israelense disse em comunicado que "forças adicionais" se juntaram ao "esforço de combater o terror" em Gaza. O coronel Peter Lerner, porta-voz do Exército israelense, disse que a ofensiva terrestre estava sendo ampliada para "restabelecer a segurança e a estabilidade dos moradores e cidadãos de Israel". A ONU alertou para o fim do estoque de suprimentos para ajudar mais de 50 mil palestinos que se abrigam em escolas da entidade em Gaza. Uma autoridade da ONU disse que o número de pessoas deixando suas casas é maior do que o esperado, com as fronteiras de Gaza com Israel e Egito fechada para palestinos. Corrida diplomática O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, deverá se reunir com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, no Catar, como parte de esforços na região para que israelenses e palestinos "encerrem a violência e encontrem um caminho", disse a entidade. Abbas também deverá se reunir com o líder do Hamas, Khaled Meshaal, em uma tentativa de convencer o grupo islâmico que governa Gaza a aceitar um acordo para encerrar o conflito. Soldados israelenses invadiram Gaza na quinta-feira após 10 dias de uma grande ofensiva aérea e naval que não conseguiu interromper o disparo de foguetes contra Israel por militantes palestinos que atuam no território. Israel diz que a operação terrestre é necessária para atingir a rede de túneis do Hamas. Moradores de Gaza relataram terem ouvido explosões durante toda a noite de sábado. Um ataque aéreo no subúrbio de Shejaiya atingiu a casa da autoridade do Hamas Khalil al-Hayya, deixando quatro mortos, incluindo seu filho e nora, disseram médicos palestinos. Temores sobre civis Esforços diplomáticos para um cessar-fogo não chegaram a um acordo. O ministro de Relações Exteriores da França, Laurent Fabius, se reuniu com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, no sábado, mas disse que as tentativas de se chegar a uma trégua fracassaram. "Infelizmente, eu posso dizer que o pedido por um cessar-fogo não foi ouvido, pelo contrário, há o risco de mais mortes civis, o que nos deixa preocupados", disse ele a jornalistas. O Hamas rejeitou um cessar-fogo mediado pelo Egito na semana passada, alegando que qualquer acordo com Israel deve envolver um fim ao bloqueio à Gaza.
FONTE:G1.COM

OS MAIS FRACOS NÃO TEM PARA ONDE IR GAZA E ISRAEL ESTA´EM GUERRA

Milhares tentam fugir do leste de Gaza entre intensos bombardeios Responsáveis pela saúde temem que nº de mortos cresça neste domingo. Exército israelense intensificou sua incursão terrestre em Gaza.
Famílias palestinas lotam ruas e avenidas do distrito de Shujaiya, para fugir do bombardeio de Israel. (Foto: Mohammed Abed / AFP Photo) Milhares de pessoas tentam abandonar o bairro de Shujaiya, no leste da Faixa de Gaza, alvo, desde sábado (19) à noite, de intensos e repetidos bombardeios por terra e ar do Exército de Israel
Palestinos deixam suas casas e levam seus familiares até em carroças. (Foto: Mohammed Abed / AFP Photo) Segundo testemunhas, pelo menos uma dezena de pessoas morreu em vários ataques israelenses sobre casas do populoso bairro. Responsáveis de saúde temem que o número de mortos possa crescer de forma considerável ao longo do dia, pois a população que foge fala de uma grande destruição. Além disso, os serviços de emergência não podem chegar à zona devido à intensidade dos tiros de canhão, que se repetem a cada dez segundos. O Exército israelense intensificou sua incursão terrestre em Gaza, penetrando mais rumo ao interior, depois que em apenas 72 horas cinco soldados morreram em combate. Entenda motivos dos dois lados do conflito entre palestinos e israelenses Israel lançou ofensiva após ataques de foguete do grupo palestino Hamas. Violência começou após sequestro e morte de jovens de ambos os lados. A escalada de violência que começou em junho deste ano entre Israel e palestinos é o terceiro conflito do tipo desde a tomada da Faixa de Gaza pelo grupo islâmico Hamas, em 2007. As raízes do confronto são antigas. Ao longo dos anos, ambos os lados foram ampliando as demandas para uma paz definitiva. Entenda as exigências históricas e os argumentos de cada lado do confronto: MOTIVOS DE ISRAEL - O país afirma categoricamente que o Hamas é o responsável pelo sequestro e assassinato dos três adolescentes israelenses em 12 de junho. - O Hamas não só atira foguetes de Gaza para o lado israelense, como também aumentou seu arsenal, que agora pode atingir o centro de Israel como nunca antes. Israel considera que não pode ficar parado em relação à situação. - Israel alega que o Hamas esconde militantes e armas em locais residenciais em Gaza, por isso é necessário atacá-los, mesmo que isso signifique que civis estejam entre as vítimas. - Para Israel, o Hamas é um grupo terrorista que não reconhece a existência do Estado de Israel e não aceita se desarmar. MOTIVOS DOS PALESTINOS - Um adolescente palestino foi sequestrado e morto em Jerusalém. A autópsia indicou que ele foi queimado vivo. Israel prendeu seis judeus extremistas pelo assassinato do garoto palestino, e três dos detidos confessaram o crime. - A maioria dos palestinos considera o controle israelense sobre a Faixa de Gaza abusivo e a situação humanitária insustentável. Os moradores dependem de Israel para ter eletricidade, água, meios de comunicação e até moeda. - Nos confrontos entre Israel e o Hamas, a força de ação do exército israelense é desproporcionalmente maior. Em todos os confrontos até agora, o número de mortes do lado palestino foi muito maior. - Israel deteve centenas de militantes do Hamas em sua grande busca na Cisjordânia pelos três israelenses sumidos no mês passado
Veja abaixo perguntas e respostas sobre o conflito atual no Oriente Médio: Como começou o confronto? A mais recente escalada de violência começou com o desaparecimento de três adolescentes israelenses na Cisjordânia. Israel acusou o Hamas, que controla a Faixa de Gaza, do sequestro. O grupo islamita não confirmou nem negou envolvimento. Israel deslocou soldados para a área da Cisjordânia e dezenas de membros do Hamas foram detidos. Foguetes foram disparados da Faixa de Gaza contra Israel. Os corpos dos três jovens foram encontrados em 30 de junho, com marcas de tiros. A tensão aumentou, com Israel respondendo aos disparos feitos por Gaza. No dia seguinte, um adolescente palestino foi sequestrado e morto em Jerusalém Oriental. A autópsia indicou que ele foi queimado vivo. Israel prendeu seis judeus extremistas pelo assassinato do garoto palestino, e três dos detidos confessaram o crime. Isso reforçou as suspeitas de que a morte teve motivação política e gerou uma onda de revolta e protestos em Gaza. No dia 8 de julho, após um intenso bombardeio com foguetes contra o sul de Israel por parte de ativistas palestinos, a aviação israelense iniciou dezenas de ataques aéreos contra a Faixa de Gaza. Os militantes de Gaza responderam aos ataques, disparando foguetes contra Tel Aviv. Após os bombardeios, Israel decidiu atacar Gaza por terra. Por que Israel ataca a Faixa de Gaza com foguetes? O ponto de vista israelense é de que o Hamas cresceu acostumado a lançar foguetes e nenhum país pode tolerar isso. Não fazer nada não é uma opção e atacar fortemente o grupo é a maneira que o governo enxerga de conseguir garantir sua paz. O Estado justifica a morte de civis nos bombardeios como fatalidades e culpa o Hamas por esconder militantes e armas em locais civis. Como informa agência Associated Press, Israel afirma se esforçar para minimizar os "efeitos colaterais" ao emitir sinais de alerta para moradores e antecipar ataques grandes com bombas pequenas. Além disso, os israelenses veem o Hamas como um inimigo mortal que não pode ser tolerado e, devido a suas bases radicais islâmicas, há pouca chance de diálogo. Como o Hamas assumiu o controle da Faixa de Gaza? A Faixa de Gaza foi tomada por Israel na Guerra dos Seis Dias, em 1967, e entregue aos palestinos em 2005 - embora boa parte das fronteiras e territórios aéreos e marítimos ainda sejam controlados pelos israelenses. Em 2007, o grupo Hamas - considerado terrorista por Israel - venceu as eleições parlamentares palestinas, fato não reconhecido pelo opositor Fatah. O racha na administração fez com que o Hamas controlasse a Faixa de Gaza e o Fatah ficasse a cargo da Cisjordânia. Desde então, Israel e o Hamas não dialogam. Como convivem os habitantes da Faixa de Gaza com a situação? Para os palestinos, a situação em Gaza é insustentável. Desde a tomada do poder pelo Hamas, Israel impede a passagem por terra no norte e leste, e pelo mar a oeste, bloqueando também as viagens aéreas. O Egito completa o cerco com um controle pesado das fronteiras com a Faixa de Gaza no sul. A região de 1,7 milhões de pessoas está lotada de favelas em um território de menos de 35 km de extensão e com poucos quilômetros de largura. Para muitos palestinos, até mesmo os que não apoiam o Hamas, os meios não convencionais como foguetes contra os que eles enxergam como causadores de seus tormentos é uma resposta considerada aceitável. Com o fracasso dos últimos 20 anos de negociações de paz para conseguir formar um Estado independente palestino, alguns temem que a ocupação da Cisjordânia pode ser permanente e o que se tem é um cenário de desânimo e desespero. Os israelenses apoiam os ataques a Gaza? Há muita divisão em Israel, e é difícil falar em um "ponto de vista israelense" - mas isso não se aplica ao Hamas e a seus foguetes. Essa é uma oportunidade única para o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu. Muitos israelenses se opõem às suas políticas em relação aos palestinos em geral, e alguns realmente abominam seu apoio a novos assentamentos judaicos na Cisjordânia. Mas a vasta maioria dos israelenses não confia e se opõe ao Hamas - autores de vários ataques suicidas contra civis e detratores dos esforços de paz feitos pelos palestinos moderados. Para Netanyahu, cada derrota do Hamas é uma chance de popularidade. O Mundo Árabe apoia o Hamas? Políticos árabes condenam frequentemente Israel, mas poucos genuinamente morrem de amores pelo Hamas. O grupo palestino é parte de uma vertente política do Islã que, com as Revoltas Árabes, está sendo combatida em toda a região, primeiro no Egito (com a saída da Irmandade Muçulmana), mas também em países do Golfo. Até seu aliado Irã deixou de apoiá-lo e seus recursos estão se - enquanto vários países do Ocidente os consideram um grupo terrorista. A Autoridade Palestina recentemente propôs um governo conjunto com o Hamas, mas a animosidade com o grupo secular Fatah, do presidente Mahmoud Abbas, foi mais profunda. O Hamas não aceita as condições propostas pela comunidade internacional para ser um ator global legítimo: reconhecer Israel, aceitar os acordos anteriores e renunciar à violência. Os ataques israelenses são desproporcionais? Na batalha pela opinião pública, Israel pode ser uma vítima de seu próprio sucesso na prevenção de fatalidades internas. Seu potente sistema de defesa "Cúpula de Ferro" abateu inúmeros foguetes do Hamas, reduzindo a pouquíssimas as vítimas israelenses durante os três últimos conflitos contra o grupo islâmico. Já o ataque do Estado judeu é intenso e deixa centenas de vítimas - muitas delas civis - do lado palestino, o que pesa negativamente na opinião pública interna e internacional. Muitos acreditam que o Hamas pouco se esforça em não provocar Israel. A opinião pública importaria menos na Faixa - que não é verdadeiramente uma democracia - do que em Israel e é pouco provável um cenário em que o Hamas seja derrubado pela população no momento. *Com informações das agências Associated Press, Reuters e AFP. FONTE:G1.COM.BR

BOTOS ESTÃO SENDO EXTERMINADOS NA AMAZÔNIA

Aumenta matança de botos da Amazônia para serem usados como isca de pesca

O crescimento da demanda no Brasil e em países vizinhos de um peixe da Amazônia tem contribuído para a drástica redução da população de botos, uma das espécies mamíferas aquáticas mais simpáticas e dóceis da região. O boto, também conhecido como “golfinho de água doce”, é um animal comum no imaginário da população nativa da Amazônia, e vem sendo vítima de uma matança descontrolada no Amazonas nos últimos anos para que carne e gordura sirvam de isca para a pesca da piracatinga. No mercado consumidor, a piracatinga (ou urubu d´água) recebeu o nome de douradinha. Foi uma invenção do comércio (pescadores e frigoríficos), que temia a rejeição ao peixe. A escolha não é ao acaso, pois existe outro peixe na região chamado dourado, que é bastante consumido localmente e não tem relação com abate do boto. A douradinha é vendida em filés. Segundo a Secretaria Estadual de Produção Rural do Amazonas, os maiores consumidores da douradinha são Colômbia e Peru e as regiões Nordeste e Centro-Sul do Brasil. No Amazonas, a demanda é insignificante, pois a população local não tem costume de comer “peixe liso”, como a piracatinga também é conhecida. Como a população da piracatinga ainda é abundante na bacia amazônica, a pesca – e a consequente matança dos botos – ocorre em todas as calhas da região, do Alto rio Solimões, na fronteira com a Colômbia, ao baixo rio Amazonas, na divisa com o Pará. A bióloga Sannie Brum, pesquisadora do Programa de Manejo e Conservação de Recursos Pesqueiros do Instituto Piaguaçu-Purus, conta que a piracatinga começou a ser pescada no Brasil para suprir o mercado da Colômbia. Naquele país, o “capaz”, um peixe parecido com a piracatinga e muito apreciado pela população, teve a população reduzida pela sobrepesca. Ela contou que a piracatinga, primeiramente, era totalmente exportada, já que o amazonense nunca teve o hábito de comer esta espécie. “Os ribeirinhos continuam não consumindo, mas o mercado se expandiu. A piracatinga é muito lucrativa, tanto para os pescadores quanto para os comerciantes (frigoríficos), e nos últimos anos com o nome de ‘filé de douradinha’ este mercado está, além de Manaus, no Nordeste brasileiro e até em São Paulo”, contou a bióloga.
osé Leland, assessor da Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura do Amazonas, afirmou que em 2011 o estado enviou aproximadamente 6 mil toneladas de douradinha para o exterior e para outros estados do Brasil. Ele também diz que a pesca da piracatinga sempre ocorreu, mas em escala inexpressiva. No mercado brasileiro, o interesse comercial aumentou nos últimos anos na esteira da exaustão populacional de outro “bagre” da região, a piramutaba. “Nos últimos cinco anos houve um incremento de 160% de capturas de piracatinga no Amazonas. Houve aumento da demanda e, como consequência, a alternativa foi encontrar uma forma de aumentar a qualidade do pescado. Usando o boto é mais fácil porque o peixe é atraído pela gordura e pelo cheiro exalado de sua carne podre”, disse Leland. O assessor, que acompanha há alguns anos esta situação, diz ser contra a proibição da pesca da piracatinga, pois acredita que o problema está na ausência de medidas para evitar a morte dos botos. Para ele, se nenhuma medida de fiscalização mais rigorosa for adotada pelos órgãos ambientais, se frigoríficos continuarem fechando os olhos ao problema e se pescadores não forem punidos, a população de botos pode ser reduzida drasticamente e a sua condição ficar mais crítica do que a do peixe-boi, espécie aquática da Amazônia ameaçada de extinção. “Está cada vez mais visível a redução de botos. A gente quase não vê eles boiando nos rios. A reprodução do boto é muito lenta. Ele só vai ter a sua primeira cria aos oito anos e passa três anos amamentando. E dos botos, o mais frágil é o vermelho (cor-de-rosa), pois é muito doce, não se esquiva, gosta de se aproximar das pessoas”, disse Leland. Sannie Brum destaca que a exploração da piracatinga pode estar refletindo uma escassez de outros peixes de alto valor comercial, como o pirarucu e o tambaqui, fazendo com que os pescadores procurem outras espécies para obter renda. “Acredito que fomentar novas formas de exploração responsáveis e sustentáveis de recursos pesqueiros seja importante, assim como outras fontes de renda, também neste contexto de sustentabilidade”, afirmou. A superintendência do Ibama no Amazonas esclarece que a pesca da piracatinga não possui restrições, bastando aos pescadores possuir registro para exercer a profissão e para usar embarcações. Falta de logística e dificuldades de acesso às áreas impedem que fiscalizações regulares sobre a matança de botos sejam realizadas pelos órgãos ambientais. Os patrulhamentos, apesar de diários, sofrem com a escassez de recursos para as ações de combate às infrações contra a fauna silvestre do Amazonas, que são inúmeras.
O comandante do Batalhão de Policiamento Ambiental do Amazonas, coronel Flávio Diniz, diz que “diariamente os policiais militares estão se empenhado no combate aos crimes ambientais”, mas que o órgão não possui denúncias formalizadas de abate de botos (ou jacarés) para a atividade da pesca da piracatinga. Ele disse que as “poucas informações recebidas” vêm, em sua maioria, de notícias observadas em publicações na internet e em jornais. Diniz admitiu que “não há como negar a existência de tal delito e da necessidade de reprimi-lo imediatamente”. O coronel afirmou que o último flagrante do Batalhão Ambiental de abate de boto ocorreu em 2012 em municípios na região metropolitana de Manaus. Os pescadores foram presos, mas não há informações se eles continuam detidos. A punição pode ser feita por meio de pagamento de multa. Geandro Pantoja, chefe da Divisão Técnico-Ambiental do Ibama no Amazonas, disse que o órgão recebe denúncias e informações que indicam a matança de botos e jacarés no Amazonas, mas que “fiscalizar é muito difícil”, já que a atividade criminosa ocorre “silenciosamente nas madrugadas em locais de difícil acesso”. “Neste ano fizemos algumas autuações por matança de jacarés, embora não se tenha evidenciado correlação com a pesca de piracatinga. Sobre matança de botos, não houve nenhum flagrante”, disse. Segundo Pantoja, apesar de haver um plano anual de fiscalização estabelecido pelo Ibama, o órgão ainda não conseguiu realizar uma operação específica sobre a questão, devido ao contingenciamento de recursos orçamentários do governo federal no segundo semestre de 2013. Inquérito Denúncias sobre a matança de botos não são recentes. Algumas tentativas de sensibilizar os envolvidos foram iniciadas por entidades de pesquisa ligadas à fauna aquática, sem resultados consistentes, até que o Ministério Público Federal do Amazonas instaurou em 2012 um inquérito para investigar todas as ações ligadas ao abate para a pesca da piracatinga. Em outubro passado o MPF realizou a primeira audiência pública em Manaus para discutir o assunto. O inquérito do MPF questiona inclusive a adoção do nome “douradinha” no mercado para ludibriar o consumidor. Por essa razão, o órgão estuda formas para convencer os frigoríficos a adotar o nome “piracatinga” junto com o nome fantasia – “douradinha”. Segundo o procurador da República Rafael Rocha, o inquérito abrange todas as etapas referentes ao abate do boto. A ideia é cobrar fiscalização rigorosa dos órgãos ambientais e maior envolvimento do estado e da sociedade para o problema. No curso do inquérito, o MPF pode expedir recomendações e até mesmo ajuizar ações contra os envolvidos. O MPF também quer alertar o consumidor final, que precisa saber que, indiretamente, está contribuindo para a extinção de uma espécie aquática. “O que se observa é a completa omissão tanto do Estado quanto da iniciativa privada em relação a ações que poderiam pelo menos minimizar este problema. Se a omissão persistir, isso é passível de responsabilização em todas as esferas. Realmente é preciso diálogo e a compreensão de cada gente, mas se nada for feito, vão ser ajuizadas várias ações para combater cada aspecto específico desta situação”, disse Rocha. Matança aumentou Apesar da dificuldade de mensurar a mortalidade dos botos nos últimos anos na bacia amazônica, instituições de pesquisa do Amazonas afirmam que entre 2,5 mil e 4 mil cetáceos são abatidos anualmente para servir de isca de peixe. O dado vale apenas para o estado, indicando que este número pode ser maior se for levada em conta a realidade da região. “As estimativas para a pesca da piracatinga são extremamente difíceis. Estes números inicialmente estimados servem como alertas, pois não são necessários modelos populacionais complexos para concluir que, tratando-se de mamíferos de vida longa, os números são muito acima do que a população naturalmente poderia repor, demonstrando que o boto sofre sérios riscos se esta situação assim se mantiver”, explicou a bióloga. O Instituto Piagaçu-Purus vem obtendo desde 2005 informações sobre o abate de botos na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus. Mas foi a partir de 2011 que os pesquisadores começaram as coletas sistematizadas. Nos dois últimos anos foi executado um projeto mais específico para caracterizar a pesca e o uso dos golfinhos nesta região em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Para a bióloga, uma forma de reduzir a mortalidade dos botos seria oferecer iscas alternativas, como vísceras de outros animais e resíduos de frango, apesar de sua pouca funcionalidade diante da grande escala da imensidão da Amazônia. “Temos um projeto-piloto que está testando algumas iscas baseadas em várias expedições que realizamos e na literatura de outros locais que têm o mesmo problema”, disse. Sannie também afirmou que a fiscalização é essencial, mesmo que se trabalhe em outras frentes, como a conscientização dos pescadores e a educação de crianças e jovens. “Reforçamos que a fiscalização é essencial, não apenas com os pescadores, mas também maior controle sobre a produção deste pescado e a forma como está sendo comercializado.” O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) enviou nota informando sobre as ações do governo do Estado para a questão. Segundo o Ipaam, foi criado um grupo de trabalho para atuar em várias frentes no combate ao abate do boto. O Ipaam disse ainda que das 97 indústrias do ramo com processos no órgão, 70% foram vistoriados. Também foi realizada sensibilização nestas indústrias para que não adquiram a piracatinga que possa ter sido pescada de forma criminosa. O Ipaam informou que encontra-se sob a forma de minuta um documento que vai instituir o Relatório de Procedência a ser exigido dos frigoríficos de pescado. O Ipaam informou que executa de 10 a 15 missões de fiscalização por ano e o último registro de matança de boto ocorreu em 2012, na RSD Pigaçu-Purus. Em 2013, no município de Tapauá, foram identificados 20 botos mortos, em uma ação descoberta pelo prefeito do município. Não há informações de pescadores presos. “O presidente do Ipaam, Antonio Stroski, acredita que os que matam o boto sabem que estão praticando crime ambiental, por isso agem de forma a dificultar o flagrante pela fiscalização, um entrave para identificar os responsáveis pela matança e de que forma fomentam uma cadeia comercial da piracatinga”, disse a nota. FONTE:PESCAAMADORA

Extermínio do boto rosa do Amazonas, está sendo morto para virar isca de pesca O boto rosa(golfinhos de água doce da Amazônia) está correndo um sério risco de extinção, muito mais que o normal, agora é porque está virando isca de pesca, ele está sendo abatido, e, seu corpo é deixado próximo a armadilhas e redes para atrair uma espécie de peixe carniceira.

FONTE DE IMAGEM pescamadora.com.br Pescadores e ribeirinhos da Amazônia estão promovendo uma matança de Botos Tucuxi e Botos Cor de Rosa. A Carne do Boto é usada para pesca do peixe Piracatinga que também é conhecido como o "carniceiro do Rio", o peixe que come cadáver de outros animais, e está sendo vendido como douradinha, Piratininga e pirosca, principalmente para outros países vizinhos e pobres, isso porque, por mais que seja comercializado no Brasil, pode ser ilegal a comercialização de Piracatinga em nosso país, isso devido ela poder conter alta concentração de metais pesados e outros contaminantes como mercúrio, por ser um peixe que se alimenta de carniça de outros que predadores. Porque o Boto já corria risco de extinção? Os botos são animais mamíferos e dóceis, e é por não temer o ser humano que ele vira alvo muito fácil, além disso ele não se reproduz muito, um filhote a cada 2 ou 3 anos, sendo que a mãe amamenta por 1 ano, exatamente neste mês alguma mãe boto pode estar prestes a "dar a luz" ou já estar amamentando um filhote de 1 mês de vida, totalmente dependente, ainda enfrentará outros predadores e todas as crendices que podem fazer com que sua carne, ossos ou dentes sejam desejados por pessoas mal informadas FONTE:www.fazermeublog.com

sábado, 12 de julho de 2014

QUANDO NÃO E´A NOSSA HORA NEM ADIANTA A MORTE FAZER NADA .

PM resgata motorista que estava sufocando em melancia após acidente Cabo diz que condutor capotou carro após ultrapassagem na BR-364, em GO. Homem de 39 anos foi levado para hospital e tem estado de saúde estável.
Segundo PM, motorista estava se afogando em melancia após acidente (Foto: Oscar Rodrigues/Contato10) Um policial militar conseguiu salvar um motorista após um acidente na tarde desta terça-feira (8), na BR-364, em Mineiros, região sudoeste de Goiás. Segundo o cabo Walter Martins de Moraes, o condutor do VW Voyage capotou após ultrapassar sua moto. Quando parou para socorrê-lo, viu que a vítima estava com a cabeça sobre um pedaço de melancia e sufocando com a polpa da fruta "Eu vi que ele estava sugando o caldo e com muita dificuldade para respirar, com a cabeça dentro da melancia. Tentava falar com ele, mas ele não respondia, estava inconsciente. Então retirei o rosto de dentro da fruta e ele de dentro do carro até que os bombeiros chegassem", afirmou o cabo ao G1. Assim que os militares chegaram, levaram o condutor, de 39 anos, para o Hospital Municipal de Mineiros. Segundo a corporação, o estado de saúde dele é considerado estável e ele não corre risco de morte. De acordo com o Moraes, o impacto foi tão forte que após a capotagem, o condutor, que estava sozinho no veículo, foi parar no banco de trás. FONTE : TITULO MUNDO LIVE NEWS FONTE:REPORTAGEM G1.COM