quinta-feira, 10 de julho de 2014

Argentinos ignoram apoio de Neymar e profecia de Robben: "Não importa"

Com receio da torcida do brasileiro ser irônica, Maxi Rodriguez diz que apoio dos compatriotas basta. Agüero responde informação com um desprezo: "Muito obrigado" A mensagem saiu da Granja Comary e chegou à Cidade do Galo quase que de maneira imediata. Neymar tinha acabado de declarar sua torcida para a Argentina na final da Copa do Mundo, contra a Alemanha, por conta da relação que tem com Messi e Mascherano, e os hermanos logo fizeram questão de repercutir com Kun Agüero e Maxi Rodriguez. O apoio do brasileiro, no entanto, não foi muito bem-vindo. Na verdade, causou espanto e, principalmente, indiferença. Um dos jogadores mais experientes do elenco de Alejandro Sabella, já em sua terceira Copa do Mundo, Maxi Rodriguez tentou responder com diplomacia e se mostrou preocupado com o tom que Neymar teria tratado o assunto. Sem saber se era uma ironia ou uma vontade sincera, o meia que cobrou o pênalti decisivo na semifinal com a Holanda disse que não se preocupa com o desejo de ninguém que não seja seu compatriota.
Agüero, ao ser questionado se estava surpreso com apoio de Neymar: "Não" (Foto: Agência Reuters) - Se ele quiser que seja campeão a Argentina ou a Alemanha, é indiferente. O sonho de ser campeão é o que todos nós, argentinos, temos. Vamos lutar por isso. O que opinam de fora não importa. Não sei se disse para o bem ou para o mal. Kun Agüero foi mais seco e até certo ponto irônico. Questionado se a torcida de Neymar surpreendia, o atacante franziu as sobrancelhas e respondeu seco, sem sequer tirar a mão do queixo: Se ele (Neymar) quiser que seja campeão a Argentina ou a Alemanha, é indiferente Maxi Rodríguez - Não. Muito obrigado. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, na Granja Comary, em Teresópolis, Neymar falou sobre a decisão de domingo, no Maracanã, entre Argentina e Alemanha. O craque demonstrou até preocupação em dizer que não está a favor dos hermanos, mas especificamente para dupla Messi e Mascherano. Ou seja, para que o time de Sabella seja campeão. - Claro que se parar para pensar um brasileiro torcendo pra a Argentina. Galera, eu não estou torcendo pela Argentina, mas por uma pessoa que eu passei a admirar ainda mais por estar ao lado dele todos os dias. É um jogador que eu admirava de longe. Passei a admirar como pessoa. A minha torcida é pelo Messi. Eu disse que queria a Argentina na final porque o Brasil chegaria à final. Desejo toda a sorte do mundo pra ele e para o Mascherano, que são os meus companheiros no Barcelona. Kun também ignora opinião de Robben Se Neymar se colocou do lado azul e branco da decisão, Arjen Robben fez o contrário. Logo após ser eliminado pela Argentina, o atacante da Holanda disse não ter a menor dúvida de que a Alemanha será tetracampeã do mundo, e que os algozes não têm a menor chance domingo, no Maracanã. Seco como no tema Neymar, Agüero rebateu: - O que falam de fora não nos importa. A Argentina permanece em Belo Horizonte até o próximo sábado, quando segue para o Rio de Janeiro, palco da grande decisão da Copa do Mundo. No mesmo dia, no fim da tarde, os hermanos treinam no Maracanã para partida de domingo, às 16h (de Brasília), contra a Alemanha. FONTE:G1.COM

Postar um comentário