terça-feira, 1 de julho de 2014

COPA CHEGA AO FIM,POLICIA IMPEDE DE PRESOS ASISTIREM OS JOGOS DA COPA 2014

Polícia encontra mais de 100 televisores em presídio de Roraima 'Deixamos alguns para que eles assistam à Copa', diz secretário de justiça. Polícia encontra mais de 100 televisores em presídio de Roraima 'Deixamos alguns para que eles assistam à Copa', diz secretário de justiça. Drogas, celulares, bebidas e refrigeradores também foram encontrados.
Mais de 100 televisores foram apreendidos durante inspeção na penitenciária agrícola (Foto: Emily Costa/ G1 RR) Mais de 100 televisores foram encontrados durante uma revista geral na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC) realizada nesta terça-feira (1º). De acordo com o secretário de Justiça e Cidadania (Sejuc), Waney Vieira, apesar da retirada dos aparelhos da unidade, ainda existem outros televisores dentro no local para que os detentos "possam assistir à Copa do Mundo". A promotoria de Justiça do Ministério Público de Roraima (MPRR) informou que deveria existir apenas um televisor por ala, o que corresponderia a 19 aparelhos. "Não foram retirados todos, foi retirada uma grande parte, mas deixamos alguns para que eles tenham a possibilidade de assistir televisão, de ver a Copa do Mundo, de beber uma água gelada. Eles não são escravos, não estão aqui para ser torturados", alegou o secretário, acrescentando que alguns refrigeradores também foram apreendidos na unidad Segundo o secretário de Justiça, a ação foi motivada pela verificação de um alto consumo de energia elétrica na PAMC. "A vistoria no presídio foi tranquila e aconteceu porque estavam ocorrendo muitas quedas de energia por conta da grande quantidade de eletroeletrônicos que os presos usavam", relatou. Em entrevista ao G1, o promotor de Justiça do MP de Roraima, Carlos Paixão, informou que o correto seria um televisor por ala, o que corresponderia a 19 aparelhos. Atualmente, a penitenciária agrícola de Monte Cristo tem 1.064 detentos. "Se for para permitir, o correto seria uma televisão por ala. Mas o que está acontecendo na unidade é um comércio de televisão. Os presos estão alugando um aparelho comum por R$ 10 ao dia", disse, acrescentando que a administração da unidade precisa saber disso e que o MP de Roraima vai acompanhar a situação no presídio. Revista Iniciada às 5h30, a revista foi encerrada às 11h. Ao longo de toda ação, apenas um detento resistiu à vistoria e foi levado para uma ala separada. Todas as alas e a parte externa do presídio onde os presos têm acesso foram vistoriadas. Dois promotores de justiça do MP de Roraima acompanharam a inspeção. Os refrigerados e os televisores encontrados nas celas foram recolhidos e devem ficar armazenados no galpão interno do próprio presídio. Os 18 celulares, os entorpecentes, os R$ 800, as bebidas e os pendrives recolhidos serão encaminhados à Polícia Civil. Investigações Questionado se a vistoria no presídio era resultado da investigação de oito presos possivelmente ligados a facções criminosas que atuam em Roraima, divulgada em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (30), Vieira afirmou que a revista já havia sido solictada por duas "Foi uma coincidência porque tínhamos pedido do comando da Polícia Militar por duas vezes e como novos soldados se formaram recentemente, a ação foi até uma possibilidade deles terem contato com o presídio", disse. A última inspenção feita na unidade foi realizada em janeiro deste ano. Na época, a polícia encontrou uma planta, com pouco mais de um metro de altura, que possivelmente seria um pé de maconha. Além disso, foi localizado dentro do presídio um jarro com mudas da mesma planta.
Cerca de 400 policiais particparam da ação na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC) (Foto: Emily Costa/ G1 RR) FONTE:G1.COM

Postar um comentário