segunda-feira, 22 de setembro de 2014

ESTADO ISLAMICO : Grupo ligado ao Estado Islâmico ameaça francês detido na Argélia Grupo diz que matará francês se França não parar seus ataques no Iraque. Em vídeo, refém diz que foi capturado por dissidentes do Estado Islâmico.

Imagem tirada de vídeo divulgado no YouTube pelo grupo Jund al-Khilafa nesta segunda-feira (22) supostamente mostra o turista francês Herve Pierre gourdel sentado entre dois jihadistas armados em localidade desconhecida (Foto: AFP Photo/HO/Jund al-Khilafa via YouTube) Um grupo aliado aos jihadistas do Estado Islâmico (EI), que realiza ofensiva no Iraque e na Síria, reivindicou nesta segunda-feira (22) em um vídeo o sequestro de um francês na Argélia e ameaçou executá-lo em 24 horas se a França não parar seus ataques no Iraque, informa a agência France Presse. O grupo jihadista argelino Jund al-Khilafa, que jurou fidelidade ao EI, apresenta o refém de 55 anos, Hervé Pierre Gourdel, que pede ao presidente francês que o tire desta situação. A França confirmou nesta segunda o sequestro de um homem francês que estava de férias na Argélia. Segundo a agência Reuters, o francês diz no vídeo que chegou na Argélia no dia 20 de setembro e que foi sequestrado no dia seguinte. Ele pede ao presidente François Hollande para parar a intervenção no Iraque contra o EI. Na semana passada, o país lançou um ataque aéreo contra alvos do EI no Iraque, e anunciou que continuaria com os bombardeios. “Eu estou nas mãos do Jund al-Khilifa, um grupo armado argelino. Esse grupo armado está me pedindo para pedir a você (Hollande) a não intervir no Iraque. Eles estão me mantendo como refém e eu peço a você, senhor presidente, para fazer qualquer coisa para me tirar dessa situação ruim e eu o agradeço”, afirma o homem segundo a Reuters. O Ministério de Relações Exteriores não confirmou de imediato a autenticidade do vídeo. No comunicado emitido mais cedo, o ministério disse que o sequestro não havia sido reivindicado por nenhum grupo. Grupo muçulmano extremista fundado em 2004 no Iraque, o Estado Islâmico realiza uma violenta ofensiva no Iraque a na Síria. Seus militantes tomaram o controle de importantes cidades nos dois países e anunciaram a criação de um califado entre as zonas conquistadas. O avanço dos rebeldes causou reação internacional, e os Estados Unidos e a França decidiram fazer bombardeios para combater os militantes do EI. FONTE:G1.COM

Postar um comentário