sexta-feira, 20 de março de 2015

Amazon consegue autorização para testar entregas com drones nos EUA

A Amazon é é uma das empresas mais interessadas no potencial dos drones e já começou a testar a tecnologia para fazer entregas no Reino Unido. Hoje, a companhia conseguiu a permissão da FAA (Administração Federal de Aviação) para testar o delivery de pequenas encomendas com drones nos Estados Unidos. O órgão governamental deu à Amazon um certificado de aeronavegabilidade experimental e impôs algumas regras para que os drones da empresa não sejam proibidos. Durante o período de testes, a Amazon terá que manter as aeronaves não tripuladas voando abaixo de 400 pés (121,92 metros), onde o piloto possa ver o drone a todo o momento. O operador da aeronave deve ser um piloto profissional e possuir certificação médica atualizada. A FAA também exige que a Amazon forneça boletins mensais mostrando o desenvolvimento do projeto, hardware e software utilizados e número de voos feitos. A Amazon já começou a fazer testes de entregas com drones no Reino Unido no ano passado, com o sistema chamado de Amazon Prime Air. A empresa é uma das pioneiras no uso da tecnologia com esta finalidade e pretende já utilizar o serviço oficialmente até 2017. A Alibaba, uma das maiores concorrentes da Amazon, também pretende entrar na onda das aeronaves não tripuladas e já fez testes na China utilizando drones, Durante três dias, a empresa entregou chá de gengibre para 450 clientes em Xangai, Pequim e Guangzhou. No Brasil, o sistema com entregas via drones já aconteceu também. Uma pizzaria em Santo André, São Paulo, revelou que utilizou uma aeronave não tripulada para levar uma pizza para um cliente. A notícia do uso da tecnologia sem permissão não alegrou a Anac e a FAB. FONTE:adrenaline.uol.com.br/

Postar um comentário