sexta-feira, 20 de março de 2015

Pneus dentro da lei

FONTE:GLOBO.COM De acordo com a lei, a partir de outubro de 2016 os pneus vendidos no Brasil (nacionais e importados) deverão ser etiquetados atendendo às especificações do Programa Brasileiro de Etiquetagem – já no mês que vem, as novas famílias deverão seguir tal determinação. Assim como nas geladeiras e nos automóveis, a certificação é regulamentada pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), tudo especificado por meio de informações de eficiência energética, segurança e impacto ambiental. Resistência ao rolamento, aderência no molhado e ruído externo são os três critérios exigidos pelo programa. Mas, o que isso quer dizer? Que, por meio das respectivas etiquetas, o consumidor terá informações importantes para a compra de um pneu.
A graduação tem sete níveis de classificação, notas vão de ‘A’ a ‘G’. Quando ganha nota ‘A’, significa que o pneu é mais resistente e mais aderente. Para a aferição de ruído, são três ondas – do menor nível para o maior. E, caso o pneu não atenda ao quesito mínimo, não poderá ser vendido no Brasil. A Goodyear iniciou a renovação do portfólio em 2013 e vai além dos três critérios estabelecidos pelo programa. É isso aí, a empresa realiza nada menos que 50 testes para avaliar os mais diversos critérios, como dirigibilidade no seco, aquaplanagem em reta e em curva, quilometragem (banda original), custo por quilômetro, conforto, montagem, pressão máxima e impermeabilidade.
FONETE:www.dgabc.com.br /IMAGENS INTERNET

Postar um comentário