segunda-feira, 2 de março de 2015

TERRORISMO:Exército iraquiano faz maior ofensiva ao EI desde califado instaurado pelo grupo

REUTERSTHAIER AL-SUDANIForças iraquianas e xiitas fazem ofensiva contra o EI BAGDÁ - O governo iraquiano afirma ter tomado alguns distritos ao redor de Tikrit em sua luta para libertar a cidade natal de Saddam Hussein do controle do Estado Islâmico. Nesta segunda-feira, quase 30 mil soldados iraquianos iniciaram uma grande operação militar para tomar Tikrit e áreas vizinhas do poder do grupo extremista. O ataque conta com apoio de caças, policiais, unidades antiterrorista, voluntários controlados pelo governo e milícias sunitas e xiitas. A ofensiva é a maior operação realizada pelo governo iraquiano para recuperar um dos principais redutos do Estado Islâmico. Segundo fontes contaram à rede britânica BBC, as forças iraquianas retomaram os distritos de al-Tin e al-Abeid, respectivamente a nordeste e a oeste da cidade. Combates também foram registrados em al-Alam, ao norte de Tikrit, e Qadisiya. Pelo menos cinco soldados e 11 militantes morreram nos combates. O Estado Islâmico, por sua vez, divulgou um vídeo em que executava quatro sunitas na cidade, acusados de serem espiões. - As forças de segurança avançam ao longo de três frentes principais rumo a Tikrit, Ad Dawr e al-Alam - disse um tentente-coronel mais cedo. As tropas iraquianas também avançavam pelas estradas próximas para impedir a fuga dos jihadistas, segundo a mesma fonte. Segundo o Pentágono, o Iraque não pediu apoio da coalizão internacional para o ataque. Momentos antes da operação, o primeiro-ministro Haider al-Abadi tinha aconselhado combatentes de tribos sunitas a abandonarem o grupo terrorista e se comprometeu a conceder o perdão. Tikrit, cerca de 130 quilômetros ao norte de Bagdá, foi tomada no ano passado pelo Estado Islâmico junto com Mossul, segunda maior cidade do Iraque, e outras áreas no território predominantemente sunita. FONTE:noticias.yahoo.com

Postar um comentário