terça-feira, 24 de março de 2015

terrorista morto na Síria

Menor terrorista morto na Síria Abu Al-Faruq seria filho de um luso-argelino já morto.
Um menor de nacionalidade portuguesa e origem argelina terá morrido quando combatia pelo Estado Islâmico, na Síria. Abu Al-Faruq, de 15 anos, seria filho de Abu Juwairiya al-Portughali, identificado como comandante terrorista, também com ligações a Portugal – e cuja morte terá ocorrido no início do mês. Em ambos os casos, as mortes foram anunciadas nas redes sociais. A história de Abu Al-Faruq foi contada pelo CM em setembro de 2014. Ficou conhecido depois de uma fotografia sua, de espingarda Kalashnikov nas mãos, ter surgido no Twitter, em junho. Desde esse momento que os serviços de informações e a PJ monitorizaram o seu percurso. A mensagem descrevia que Abu Al-Faruq (cujo verdadeiro nome se desconhece) foi de Portugal para a Síria. No último fim de semana, a morte do menor foi anunciada em várias contas de redes sociais da internet afetas ao Estado Islâmico. Pelo menos uma delas – acompanhada de uma foto do menor a segurar um peixe – dizia que era filho do "comandante" Abu Juwairiya al-Portughali. Este homem, cuja verdadeira identidade também é um mistério, era conhecido entre os jihadistas como ‘O Português’ e muito respeitado. Chegou a estar preso na Turquia e a sua alegada morte foi conhecida dia 11. Nenhuma das mortes de portugueses na Síria foi reconhecida pelo Governo. Acredita-se que os anúncios na internet sirvam para tentar despistar as polícias europeias e permitir a saída dos jihadistas da Síria fonte:Correio da Manhã

Postar um comentário