sábado, 11 de abril de 2015

A Campanha de Vacinação contra gripe do idoso começa no dia 23 de abril. Informe-se sobre a gripe e a vacina que a previne.

O que é a gripe?
A gripe é uma infecção respiratória causada pelo vírus Influenza. Ela o corre com maior freqüência no final do outono, inverno e início da primavera. É uma doença altamente contagiosa, ou seja, de fácil transmissão de uma pessoa para a outra. Quando uma pessoa gripada espirra, tosse ou fala, gotículas com o vírus ficam dispersas no ar por um tempo suficiente para serem inaladas por outra pessoa. A gripe diminui a resistência do organismo a outras infecções, facilitando a instalação de bactérias que causam pneumonias, otites, sinusites, amigdalites e outras doenças. Quais são os sintomas da gripe? As manifestações da gripe têm início súbito com febre, que pode ser alta; calafrios, dor de cabeça e dor no corpo, mal estar, tosse, congestão nasal, irritação na garganta e fraqueza. Estes sintomas aparecem entre 1 e 7 dias após a infecção (período de incubação médio de 2 dias) e costumam ser mais acentuados nos primeiros três dias. Eles podem levar a pessoa a faltar ao trabalho ou à escola e não ter ânimo para exercer suas atividades. Qual a diferença entre gripe e resfriado? O resfriado pode ser causado por diversos vírus (rinovírus, adenovírus, parainfluenza entre outros) e geralmente tem sintomas mais amenos que os de um quadro gripal. O resfriado geralmente provoca coriza intensa, dor de garganta leve e, às vezes, febre baixa. Mas pode não vir acompanhado por febre. É fácil pegar gripe? Sim. A transmissão do vírus da gripe (Influenza) é pelo ar. O virus Influenza é facilmente transmitido de uma pessoa para outra através de gotículas eliminadas através da tosse ou do espirro. A penetração do vírus no organismo ocorre através da mucosa do nariz ou da garganta e a aglomeração de pessoas em ambientes fechados facilita a disseminação da doença. A gripe é uma doença perigosa? De 10 a 20% da população mundial é infectada pelo vírus influenza todos os anos, resultando em mais de 3 milhões de casos graves e em 500 mil mortes, implicando assim em um grave perigo para a população. Como é possível prevenir a gripe? A forma mais eficiente de prevenção é a vacina. Os medicamentos usados na gripe, como analgésicos e antitérmicos, apenas amenizam os sintomas. Não existem medicamentos eficazes para tratar o vírus até o momento. Os antibióticos, somente tratam as complicações da gripe que são causadas por infecções bacterianas. Ou seja, todos estes medicamentos não agem sobre o vírus da gripe. Quem deve tomar a vacina? - Pessoas expostas a contatos freqüentes com outras pessoas (trabalhadores em geral, estudantes, profissionais da saúde, militares, pessoas institucionalizadas); - Crianças e adultos com problemas respiratórios repetitivos; - Idosos e pessoas debilitadas (pessoas com mais de 60 anos, doentes crônicos, imunodeprimidos). Diabéticos, cardiopatas, pessoas com problemas pulmonares como asma ou bronquite, pessoas com câncer ou com pressão alta podem ser vacinadas contra a gripe? Estas são as que mais se beneficiariam da vacina para evitar que a gripe leve a complicações. Já está comprovado que a gripe pode agravar o quadro clínico desses pacientes, podendo levar inclusive à hospitalização e morte. Em que época do ano deve ser feita a vacinação? A OMS recomenda que a vacinação seja feita no outono (de 20 de março a 20 de maio). Devendo ser repetida a cada ano, pois o vírus se modifica constantemente. Quais são os efeitos colaterais que posso sentir após ter sido vacinado? Geralmente os efeitos colaterais, quando aparecem, são leves e sem gravidade. Pode surgir febre baixa, mal estar, dor no corpo e dor no local da aplicação. Estes sintomas tendem a desaparecer em 24 a 48 horas. Quando é indicado adiar a vacinação contra a gripe? É conveniente adiar a vacinação para ocasião mais propícia em casos de gravidez, crianças com menos de seis meses de idade, doença febril aguda em atividade e portadores de doenças graves em atividade. Quando a vacina está contra-indicada? Ela é contra-indicada para pessoas alérgicas às proteínas do ovo de galinha (podendo causar reação anafilática, que é uma reação alérgica grave que pode ser fatal) e em pessoas hipersensíveis aos componentes da vacina (vírus Influenza, neomicina, gentamicina, tiomersal ou timerosal). A vacina pode causar gripe? Não. A vacina é produzida a partir de fragmentos de vírus purificados e inativados; por este motivo, não existe risco de se pegar a doença através da vacina. A vacina da gripe pode ser administrada junto com outras vacinas? Sim, pode ser aplicada no mesmo dia de outras vacinas, basta que sejam aplicadas em partes diferentes do corpo. A vacina contra Influenza evita a pneumonia asiática (SARS)? Não, mas a Organização Mundial de Saúde vem recomendando a vacinação contra influenza, afim de evitar, possíveis erros no diagnóstico, já que os sintomas no início são muito parecidos. Por que devo me vacinar anualmente? O vírus Influenza, causador da gripe, é mutante, o que torna necessária a atualização da vacina todos os anos. Além disso, a proteção induzida diminui com o passar do tempo, sendo recomendada uma nova vacinação a cada ano. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recolhe amostras em todo o mundo e indica aos Laboratórios Produtores de Imunológicos, a composição ideal da vacina a ser utilizada a cada ano, para garantir uma eficácia em torno de 90%. No Brasil, as amostras são coletadas pelos Laboratórios Adolpho Lutz (São Paulo), Fiocruz (Rio de Janeiro) e Evandro Chagas (Belém). A cada ano são incluídos, na composição da vacina, os três principais tipos de vírus da gripe em circulação. Quanto tempo leva para se estar protegido após a vacinação? Após a vacinação, leva-se em média 10 a 14 dias para estar protegido, por isto, caso haja manifestação de alguns sintomas característicos da gripe alguns dias após a vacinação, isto pode significar que o vírus já se encontrava incubado ou que estes sintomas foram ocasionados por outro tipo de vírus. Quantas doses da vacina devo tomar? O número de doses e a quantidade da vacina a ser aplicada variam com a idade de quem está recebendo a vacinação. Para adultos e crianças a partir de 9 anos de idade, é feita uma dose de 0,5 ml. Para crianças de 3 a 8 anos são necessárias duas doses de 0,5 ml com um intervalo de um mês entre as doses. Mas se estas crianças tiverem sido vacinadas previamente, uma dose de 0,5 ml é o suficiente. Para crianças de 6 a 35 meses são feitas duas doses de 0,25 ml com um intervalo de um mês entre elas. Se estas crianças tiverem sido vacinadas previamente, uma dose de 0,25 ml é o suficiente. Onde a vacina é aplicada? As doses devem ser administradas no músculo (via intramuscular) ou logo abaixo da pele (via subcutânea). Não deve ser administrada, sob nenhuma circustância, dentro das veias (via intravenosa). A vacina protege mesmo contra a gripe? A vacina diminui muito os riscos de contrair a gripe. Em indivíduos saudáveis a eficácia chega a 90%. Entretanto, existem outros vírus que podem provocar sintomas parecidos com uma gripe e, nesses casos, a vacina contra gripe não tem como proteger. Mesmo tomando a vacina a pessoa pode ter gripe? Mesmo vacinadas, algumas pessoas podem contrair a gripe. Porém, na maioria das vezes, os sintomas são mais fracos, parecidos com os de um resfriado. Fonte: Equipe Médica Centralx

Postar um comentário