segunda-feira, 27 de abril de 2015

CAFÉ É FEITO COM FEZES DE JACU AVE SILVESTRE

Café é feito com fezes do Jacu, ave semelhante à galinha
Jacu (Penelope sp) – Foto de Eurico Zimbres/ Wikimedia Commons O jacu (Penelope sp.) é o principal responsável pela produção do jacu bird coffee (café do jacu), considerado um dos melhores cafés do Brasil. A ave, semelhante à galinha, era um problema para a Fazenda Camocim, localizada na região da Pedra Azul (Espírito Santo), próxima a uma mancha de Mata Atlântica. Os jacus, invadiam a plantação para se alimentar dos melhores frutos do cafezal. O transtorno era tão grande que os proprietários pediram autorização do governo para controlar a população dos animais. Foi então que os fazendeiros ouviram a história do kopi luwak, o café mais caro do mundo, produzido na Indonésia a partir dos grãos colhidos das fezes da civeta (Paradoxurus hermaphroditus), uma espécie de carnívoro.
Civeta (Paradoxurus hermaphroditus) – Foto de Tigrou Meow/ Wikimedia Commons O segredo está na “etapa especial” de fermentação das sementes, que acontece dentro do sistema digestivo do animal. Esse processo transforma as propriedades do café e lhe confere um sabor único. Mas a coleta das sementes é complicada: é preciso pegar as fezes do bichinho e lavar os grãos antes de torrá-los.
Pode parecer pé de moleque, mas são as fezes do jacu – Foto de divulgação A partir daí surgiu a ideia de fabricar o jacu bird coffee, que se tornou reconhecido internacionalmente. A produção é direcionada para a exportação, porém o café do jacu pode ser encontrado em algumas lojas do Brasil. Os amantes do café podem experimentar essa excentricidade em Santos, no Museu do Café. Se gostar da iguaria, prepare o seu bolso: 250 gramas de jacu bird coffee podem custar mais de R$ 100! Jacu Bird Coffee, produzido na Fazenda Camocim - Foto de divulgação Jacu Bird Coffee, produzido na Fazenda Camocim – Foto de divulgação FONTE:viajeaqui.abril.com.br

Postar um comentário