quinta-feira, 23 de abril de 2015

CEMITÉRIO HIGH-TECH ?

Contra falta de espaço, Japão aposta em cemitérios high-tech Salas automatizadas comandadas por cartão eletrônico dão acesso a ossários e urnas
Contra falta de espaço, Japão aposta em cemitérios high-tech O prédio usa uma tecnologia avançada de automação, desenvolvida pela Toyota, para armazenar e permitir o acesso aos restos mortais depositados no prédio. Na foto, familiares rezam perante um 'túmulo'. (Foto: Noriko Hayashi/PANOS) Contra falta de espaço, Japão aposta em cemitérios high-tech Quando um cartão eletrônico é colocado perto da lápide, a porta se abre automaticamente com uma 'lápide' levando o nome da pessoa falecida e uma foto. Acima, uma oferenda de incenso em uma lápide (Foto: Noriko Hayashi/PANOS) Contra falta de espaço, Japão aposta em cemitérios high-tech No templo Banshoji, os cartões eletrônicos permitem o acesso a uma sala no terceiro andar chamada Suishoden (Foto: Noriko Hayashi/PANOS)
Contra falta de espaço, Japão aposta em cemitérios high-tech No cemitério Aoyama, uma sepultura pode custar mais de US$ 100 mil (quase R$ 303 mil). Os japoneses estão procurando alternativas para o enterro de entes queridos. Na foto, um homem aguarda clientes no cemitério de Aoyama (Foto: Noriko Hayashi/PANOS) Contra falta de espaço, Japão aposta em cemitérios high-tech Este é o Shinjuku Rurikoin Byakurengedo, um ossário de vários andares projetado por Kiyoshi Takeyama (Foto: Noriko Hayashi/PANOS) Contra falta de espaço, Japão aposta em cemitérios high-tech O prédio usa uma tecnologia avançada de automação, desenvolvida pela Toyota, para armazenar e permitir o acesso aos restos mortais depositados no prédio. Na foto, familiares rezam perante um 'túmulo'. (Foto: Noriko Hayashi/PANOS) FONTE:BBC BRASIL

Postar um comentário