quarta-feira, 1 de abril de 2015

Jihadistas conquistam parte do campo de refugiados de Yarmouk

Fontes no local dizem que há confrontos no interior do recinto perto de Damasco onde vivem, em condições muito precárias, 18 mil refugiados.
Combatentes do Estado Islâmico entraram nesta quarta-feira no campo de refugiados palestinianos de Yarmouk, perto de Damasco, a capital síria. A notícia foi confirmada por responsáveis palestinianos e por activistas dos direitos humanos sírios que disseram que os jihadistas controlam largas zonas do recinto. Há confrontos entre os jihadistas e grupos dentro do campo onde estão 18 mil refugiados palestinianos. Testemunhos ouvidos pelas agências noticiosas internacionais explicaram que os jihadistas do Estado Islâmico entraram a partir de um subúrbio de Damasco, Hajar Aswad, pegado ao campo de refugiados instalado numa zona urbana. "O EI controla agora grandes partes do campo", anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, citado pela BBC. Um responsável da Organização de Libertação da Palestina (OLP) em Damasco disse à AFP que os jihadistas controlam "a maior parte do campo". O auto-denominado Estado Islâmico controla vastos territórios na Síria e no Iraque onde proclamou um califado. O campo de Yarmouk foi criado para albergar os palestinianos que fugiram da guerra israelo-árabe de 1948 e foi apanhado na guerra síria — que começou em 2011, opondo as forças do Presidnete Bashar al-Assad à oposição armada que o quer destituir. A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) considerou que as condições de vida em Yarmouk (onde falta água, comida e medicamentos) é "inaceitável". FONTE:GOOGLE

Postar um comentário