sábado, 11 de abril de 2015

TORNE-SE UM VOLUNTÁRIO VIRTUAL DO MEDICOS SEM FRONTEIRAS

PERSONALIZE SUA REDE SOCIAL E AJUDE A DIVULGAR ESTE TRABALHO HUMANITÁRIO HEROICO E QUE NÃO RECEBE AJUDA DE GOVERNOS,APENAS DE VOLUNTARIO DE BOM CORAÇÃO ,NÃO PRECISA SER RICO OU MILIONÁRIO PARA AJUDAR BASTA TER UM CORAÇÃO QUE JÁ PODERÁ AJUDAR ,CORAÇÃO DE QUE NÃO SE ACOMODA COM O SOFRIMENTO DE INOCENTES ABANDONADOS PELO GOVERNOS E PELA SOCIEDADE , A MAIOR PARTE DAS DO TEMPO NOS ESQUIVAMOS E AFASTAMOS DE MENDIGOS E MORADORES DE RUA POR CHEIRAR MAU ,OLHANDO COM OS OLHOS DE DEUS E DE QUEM AMA O PRÓXIMO ,DEVERÍAMOS ABRAÇA-LOS E OFERECER AJUDA PARA TIRA-LO DALI COM UM POUCO DE ESFORÇO ELE PODERÁ VIVER UMA VIDA DIGNA COM APENAS UMA PASSO SEU ,PENSE NISSO NÃO SABEMOS O NOSSO FUTURO NEM O FUTURO DE NOSSOS ENTES QUERIDOS ,APENAS REFLITA SE FOSSE UM FAMILIAR SEU QUE PRECISASSE DE AJUDA SUA E VOCÊ NÃO SOUBESSE ONDE ESTAVA OU SE AINDA ESTA VIVO ,O MÉDICOS SEM FRONTEIRAS NÃO SEPARA COR OU RAÇA ATÉ MESMO CRÉDULO RELIGIOSO ,APENAS TEM NO PEITO UM CORAÇÕES SEDENTO POR SOCORRER PESSOAS
Médicos Sem Fronteiras (MSF) é uma organização humanitária internacional que leva cuidados de saúde a pessoas afetadas por graves crises humanitárias. Também é missão de MSF chamar a atenção para as dificuldades enfrentadas pelos pacientes atendidos em seus projetos. Os Voluntários Virtuais MSF, generosamente, ajudam a organização a dar cada vez mais visibilidade aos seus projetos e aos contextos com os quais atua. São pessoas que contribuem para que informações sobre as necessidades humanitárias de populações negligenciadas cheguem cada vez mais longe. Seja um Voluntário Virtual MSF e ajude-nos nessa missão. A organização foi criada em 1971, na França, por jovens médicos e jornalistas, que atuaram como voluntários no fim dos anos 60 em Biafra, na Nigéria. Enquanto socorriam vítimas em meio a uma guerra civil brutal, os profissionais perceberam as limitações da ajuda humanitária internacional: a dificuldade de acesso ao local e os entraves burocráticos e políticos, que faziam com que muitos se calassem, ainda que diante de situações gritantes. MSF surge, então, como uma organização humanitária que associa ajuda médica e sensibilização do público sobre o sofrimento de seus pacientes, dando visibilidade a realidades que não podem permanecer negligenciadas. Em 1999, MSF recebeu o Prêmio Nobel da Paz.Ação médica acima de tudo
A atuação de Médicos Sem Fronteiras é, acima de tudo, médica. A organização leva assistência e cuidados preventivos a quem necessita, independentemente do país onde se encontram. Em situações em que a atuação médica não é suficiente para garantir a sobrevivência de determinada população – como ocorre em casos de extrema urgência –, a organização pode fornecer água, alimentos, saneamento e abrigos. Esse tipo de ação se dá prioritariamente em períodos de crise, quando o equilíbrio anterior de uma situação é rompido e a vida das pessoas é ameaçada. A atuação de MSF respeita as regras da ética médica, em particular, o dever de oferecer auxílio sem prejudicar qualquer indivíduo ou grupo e a imparcialidade, garantindo o direito à confidencialidade. Ninguém pode ser punido por exercer uma atividade médica de acordo com o código de ética profissional, não importando as circunstâncias, nem quem são os beneficiários.
Ebola: “A emergência não acabou e ainda não é o momento de declarar a vitória” É preciso dar continuidade ao sistema de monitoramento de saúde pública
Acontece » Notícias » Ebola: “A emergência não acabou e ainda não é o momento de declarar a vitória” Ebola: “A emergência não acabou e ainda não é o momento de declarar a vitória” 10/04/2015 É preciso dar continuidade ao sistema de monitoramento de saúde pública Foto: Fabio Basone/MSF Serra Leoa Libéria Guiné Ebola Embora o número de pacientes de Ebola na África Ocidental tenha caído para 30 na última semana, o principal desafio para se chegar à marca de zero casos é a vigilância contínua até que os três países consigam completar os 42 dias sem novos casos. Atualmente, há 14 casos confirmados do vírus e pacientes com suspeita de infecção nos centros de tratamento da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF), e, com um só caso, o surto continua. Funerais inseguros ainda acontecem e os indicadores de rastreamento de pessoas que tiveram contato com pacientes infectados da Guiné (48%) e de Serra Leoa (56%) permanecem inaceitavelmente baixos e sugerem possíveis redes de transmissão escondidas. Isso significa que ainda não se sabe de onde surgem metade dos casos de Ebola e não se pode considerar que a epidemia esteja sob controle. Na Guiné, algumas comunidades ainda estão reticentes. As pessoas continuam negando que o Ebola seja real, enquanto outras acreditam que o centro de tratamento é um lugar a ser evitado a todo custo. Melhores atividades de sensibilização precisam ter continuidade e serem reforçadas. Embora a Libéria esteja, atualmente, na contagem regressiva para atingir os 42 dias sem registro de novos casos, o país continua em risco enquanto o vírus ainda estiver vivo nos vizinhos Guiné e Serra Leoa. A manutenção de um sistema de vigilância robusto permanece sendo vital para todos os países e todos os recursos disponíveis precisam ser enviados para investigação de casos suspeitos e resposta rápida, garantindo que a cadeia de transmissão seja rompida o quanto antes. A redução do número de casos é encorajadora, mas também é fato que os números continuam flutuando, principalmente na Guiné. A emergência não acabou e ainda não é o momento de declarar a vitória. Além disso, com a proximidade da estação chuvosa, o acesso a cuidados de saúde e as atividades de vigilância serão dificultados por estradas inacessíveis em determinadas regiões desses países. Existe a possibilidade do irrompimento de doenças transmitidas pela água, como a cólera, que seria extremamente difícil de administrar em meio a uma epidemia de Ebola. O aumento da desnutrição também é uma preocupação, ne medida em que o período da fome – em que não há colheita – ocorre durante a estação chuvosa. FONTE:MUNDO LIVE NEWS NOTICIAS OFERECIMENTO ,JORNAL MUNDO LIVE NEWS NOTICIAS.NET

Postar um comentário