sábado, 6 de junho de 2015

Andressa Urach lança campanha para ajudar família de Ken humano Modelo pediu ajuda a seguidores em rede social. Tia do modelo afirmou que as despesas com velório e enterro foram altas.

A modelo Andressa Urach lançou uma campanha em uma rede social para ajudar a família nas despesas com o velório de Celso Santebañes, o Ken humano, que morreu na quinta-feira (4), aos 20 anos "em decorrência de agravamento do quadro clinico pela pneumonia na fase de imunossupressão da quimioterapia", segundo o boletim médico.
De acordo com a foto que a modelo publicou, ela afirma que já doou e pede ajuda aos seguidores. A tia do modelo, Marília Pereira Borges, afirmou ao G1 que as despesas foram altas e que a família não tem condições financeiras.
Andressa Urach diz que ajudou e pede doação à seguidores  (Foto: Instagram / Reprodução)
Santebañes estava internado no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) desde o dia 26 de maio para sessões de quimioterapia. Contudo, o estado de saúde piorou na última quarta-feira (3), depois de uma pneumonia bacteriana. Ele foi velado e enterrado em Araxá.
“A gente fez o orçamento e vai ficar mais ou menos R$ 7 mil. As coisas andam muito difíceis. O Celso queria lançar o boneco dele e trabalhar para ajudar a família, mas infelizmente não foi permitido. Ele queria fazer isso porque a família dele era humilde”, disse a tia.
Marília também agradeceu aqueles que já doaram e disse que pretende lançar o boneco do modelo para realizar o sonho do sobrinho. “Com certeza, vai nos ajudar. A gente agradece muito quem fez e quem fizer as doações. Se não fosse essa doença, ele ia fazer muito sucesso. Ele ia ser um guerreiro, ele seria um vitorioso. A gente não fazia ideia do quanto ele era querido”, disse.
O G1 entrou em contato por e-mail com assessoria da modelo Andressa Urach, porém até o fechamento desta matéria não tinha obtido retorno.
Sonho interrompido
Para o pai, Célio Antônio Borges, o rapaz teve o sonho interrompido. "Quando ele estava começando a conseguir realizar o sonho, descobriu a doença e foi interrompido. Ele fez um plano, Deus fez outro. Agora, contamos com a ajuda dos amigos, que estão dando força para a gente neste momento difícil”, disse.


Apesar da luta contra a doença, Luiz conta que a família sempre acreditou na cura do modelo e que a esperança aumentou após o modelo ter superado quase dois meses em coma. “Nós nunca esperávamos que ele fosse morrer. A gente achava que ele ia vencer mais essa. Dessa vez, foi mais forte”, contou.
Muito apegado aos avós, Celso é velado na casa da família em Araxá. Segundo o pastor Luiz, amigo da família, esta era a vontade do avô dele, José Pereira Borges, que também velou o outro neto, irmão de Celso, que morreu há cerca de quatro anos, na mesma casa.
Ken Humano está no 54º dia de tratamento da doença (Foto: Celso Santebañes/Arquivo Pessoal) 
Ken fez quiomioterapia por cinco meses
(Foto: Celso Santebañes/Arquivo Pessoal)
Ken humano na mídia
Santebañes ficou conhecido na mídia depois de fazer várias cirurgias para se assemelhar ao boneco Ken. Um dos projetos importantes da carreira do jovem era lançar o boneco dele, o Celso Dolls. O lançamento estava previsto para janeiro deste ano, mas foi adiado para que o modelo pudesse tratar o câncer recém descoberto.

Nas últimas semanas, o jovem ganhou destaque novamente nas mídias depois de se desentender com o modelo Maurício Galdi, que também trabalha como Ken humano. O atrito começou depois que Maurício publicou uma foto no Instagram com uma placa que o intitulava como boneco. Então, Celso comentou o post acusando o modelo de querer tomar o título dele e de se aproveitar da situação debilitada do jovem. Contudo, após alguns dias, eles se conheceram pessoalmente em um programa de humor e fizeram as pazes.
Tratamento
Santebañes descobriu o câncer quando foi tratar infecções causadas por aplicações de hidrogel em um procedimento feito há quase quatro anos. Ele foi hospitalizado inicialmente em Araxá . Do Alto Paranaíba, ele seguiu para Uberlândia para dar início ao tratamento.

Em uma das entrevistas concedidas ao G1, o modelo contou que na família existiram outros casos de pessoas com câncer e que achava que o dele poderia ser genético. "A doença já existia, mas eu não sabia. E devido às infecções, minha imunidade ficou mais baixa e os exames detectaram. A infecção com o hidrogel não tem nada a ver com a leucemia. É que descobrimos de uma vez só", explicou o modelo na época.

 FONTE:G1.COM
Postar um comentário